Bom dia seguidores!
Por razões pessoais, faz muito tempo que não atualizava o blog, mas estou de volta!
Para repararmos, escreverei o dobro do que costumava escrever. Uma espécie de redenção… ?


Ponto e a parte, hoje vou falar da conjuntivite, já que com a chegada do outono, além de resfriados e gripes, para dar e dar, nos começam a chegar por urgências diversos casos de conjuntivite, sendo uma das consultas habituais informações sobre remédios naturais para o seu tratamento e prevenção. Assim que isso vai este post. De como curar a tão chateado com conjuntivite “hierbitas” e como evitar o seu aparecimento.


Dicas para prevenir a conjuntivite



  1. Em primeiro lugar, é que é difícil, mas devemos evitar frotarnos os olhos com as mãos. Nossas mãos, embora as lavemos com freqüência, são um parque temático de bactérias e alérgenos.

  2. Um bom truque, principalmente no outono e na primavera, quando voam tantas partículas de árvores e caem muitas folhas, é usar óculos de sol. Nos fazem de barreira protetora, ao menos para o dia… a noite já é outro assunto.

  3. Não partilhe toalhas, especialmente se alguém na casa tem conjuntivite.

  4. Mude os lençóis e fronhas regularmente e devem tal cada dia. Costumam acumular nelas muitos microrganismos.. se sorprenderías!

  5. Se notas teus olhos irritados ou secos, você pode recorrer às lágrimas artificiais ou soro fisiológico para hidratarlos e protegê-los. Vai muito bem para limpá-los depois de nadar na piscina. Especialmente se são piscinas para as que vêm muitas crianças.

conjuntivite


Remédios naturais para a conjuntivite


Por sorte, a mãe natureza nos fornece de plantas medicinais cujos efeitos contribuem, assim como certos medicamentos, a combater várias doenças. A diferença é que essas ervas medicinais não provocam efeitos colaterais e, às vezes, os medicamentos se…
Com isso não quero dar a entender que devemos sempre recorrer à medicina natural. Muitas vezes precisamos de drogas para tratar determinadas patologias e em outras, podemos recorrer a segundas opções menos agressivas.


Camomila


Graças ao seu grande poder anti-inflamatório e anti-séptico, a camomila é ideal para curar a conjuntivite infecciosa.
A forma correta de usar a camomila é incluindo durante 15 minutos um punhado de flores secas e com uma gaze seca, aplicar sobre os olhos uma vez tenha arrefecido a infusão.


Sabugueiro


O sáuco, remédio que muitas avós usavam para curar o mal de olho, é uma planta com propriedades depurativas, anti-inflamatórias e aparentemente reforça as defesas, por isso é utilizado para prevenir resfriados e gripes.
É usada da mesma forma. Incluindo um punhado de folhas secas em meio litro de água e uma vez arrefecido, aplica-se com gazes estéreis.


Calêndula


A calêndula, além de ser uma flor linda, desinfeta, desinflama e favorece a cicatrização de feridas. Também usado em casos de gengivite, faringite, orzuelos e bolsas sob os olhos.
Você precisa ferver 2 colheres de chá de pétalas em meio litro de água durante 5-10 minutos. Em seguida, aplicá-la, como nos casos anteriores.


Equinácea


Planta com propriedades antimicrobianas. Estimula a produção de células T e interferon (proteína que estimula o sistema imunitário)
É ideal começar a tomá-la por 15 dias antes de que comecem os frios. Desta forma o seu sistema imunitário estará reforçado para quando começarem os vírus a atacar.
No meu caso, vários anos que me tenho sentido com as defesas baixas tomei e me ter ido embora de maravilha. Eu comprava na farmácia os comprimidos e me tomava dois por dia. Além disso, muitas frutas e legumes, especialmente alimentos ricos em vitamina C e B, ácido fólico e ferro.

DermaCaps: A flacidez é um temido pesadelos para a maior parte das mulheres de pequeno número de homens que resolvem perder peso.

Você deve notar a lascar dos 30 anos quando numerosos fatorem podem desencadear a flacidez varias jovens mulheres como eu, por ex, podem tolerar com esta consequência faz uma dieta de perder peso.

Porém outros obstáculos que podem chegar na pele menos firme é possui longas exposições solares, redução drástica de peso, má alimento, tabagismo que a pele para com menos colágeno elastina singularmente em braços, pernas coxas, pescoço, à volta dos olhos lábios.

Prosseguirei mostrar cá neste post como eu provei o consumo das capsulas que são específicas para a flacidez a celulite na pele, prosseguirei explicar quais os meus resultados com o uso do incrível DermaCaps.

As capsulas de DermaCaps é composta de produtos naturais para fortalecer a pele. Com isso a sua formulação é feita com vitamina C, colágeno para promover uma renovação celular tonificar a pele.

Com isso o faz com que as vitaminas nutrientes tenha como fortalecer o lona muscular profundo conceder mas firmeza para os tecidos prevenindo o envelhecimento ajudando também na isenção do corpo.

Com o DermaCaps você deve ter resultados imediatos para combater a flacidez as celulites com a exclusão dos radicais livres com finalidade de a pele fique mas firme que estimulem a fabricação de colágeno em todo o seu corpo.

Também elimina: rugas; pés-de-penosa ; marcas de frase em por norma geral.

Os resultados podem ser vistos após 3 meses de uso das capsulas que com a ajuda de uma alimento balanceada hidratantes que dão maior tonicidade para a pele tenha como fazer o efeito desejado que não volte mas a ter aquela sensação de furinhos pele flácida.

BENEFÍCIOS DERMACAPS

O DermaCaps possuí varios melhoras vai auxiliar a resolver todos e cada um dos entrave de flacidez que você quer expelir, de entre elas:

Reconstrói a pele do rosto: Vai auxiliar você a sustentar a pele com uma ótima fisionomia, lisa com aspecto jovial;

Reduz o “Pé-De-Penosa”: As marcas de frase próximas aos olhos, os populares ‘pés-de-penosa’ também são eliminadas de forma bastante efetivo;

Reduz o “Bigode -Chinês”: Elimina as linhas de sentença conhecidas como ‘bigode-chinês’;

Elimina as Celulites: Ajuda a expelir a obesidade situada portanto elimina a celulite todo classe de flacidez presente no corpo;

Combate a Flacidez dos Seios: Também é bastante eficiente para combater a flacidez presente nos seios.

Como eu mantinha uma alimento equilibrada, devido a minha perda de peso, eu fiz o uso do DermaCaps para a minha pele durante 3 meses os resultados já apareceram, porque também neste tempo eu resolvi investir em exercícios para fortalecer minha musculatura nem mais nem menos naquelas áreas que eu tinha mas flacidez com resultante da perda de peso, como os braços pernas.

Com menos retenção de líquidos que eu tinha a qualquer mênstruo, eu vi que os resultados com o uso de Renova 31 fizeram com que eu perdesse mas medidas abolido de vez aquela gordurinha situada que me incomodava no abdômen, regulando mas meu tripa abolido tudo pelas fezes a pipi.

Com o DermaCaps eu perdi por volta de 3,0 cm de cintura nem mais nem menos por eu desinchar com os efeitos positivos do que me deixaram surpreendidas com o resultado final.

Também conquistei varar uma boa parte das minhas marcas de sentença: rugas, pés-de-penosa ; bigode-chinês.

CONTRAINDICAÇÕES

Por ser um organico formado com vitaminas nutrientes retirados da natureza confirmado pela ANVISA, o DermaCaps funciona não apresenta nenhuma contraindicação de uso, sendo permitido para homens mulheres de todas e cada uma das idades.

Já para as gestantes nutrizes que fazem o uso de remédios controlados mas fortes verifiquem com o dr. o uso do , que para permitido depois esta período, este deve ser mas protegido com finalidade de você tenha as melhoras do Renova 31 para a sua pele.

RECLAME AQUI DERMACAPS

Fiz uma busca muito detalhada em muitos páginas para ver todos e cada um dos produtos que combatiam a flacidez prosperar meu paisagem de minha saúde, logo como o website mas sabido de reclamações, o Reclame Cá era o melhor para eu ver se tinha alguma reclamação dos compradores.

Como eu vi todas e cada uma das pontuações do o sítio não tinha nenhuma satisfação mas poderoso o as formas que o website do Renova 31 entregavam recebia seus pagamentos também não tinha nenhuma opinião para eu ter a de adquirir com a máxima segurança.

A reputação da marca estava em subida meus dignidade só tinham que agir utilizar o com a definição que eu vi positivamente através deste reconhecido sítio de reclamações.

DERMACAPS AONDE COMPRAR

Você só compra pelo sítio do DermaCaps clicando no botão quando você vê as melhores opções promoções no website para prosperar a sua saúde de sua pele: https://www.saudedoshomens.net/dermacaps/

Com o propósito de você tenha mas saúde o DermaCaps faz com que varias pessoas tenham uma pele mas rejuvenescida com o ser capaz do colágeno que vamos perdendo ao longo dos anos que com o uso contínuo das capsulas faz com que sua pele esteja muito firme por bastante tempo com uma suplementação de vantagem para seu corpo.

Tweet

O que você sabe sobre as bebidas energéticas? A parte que lhe dão asas.. pouco mais verdade? Pois, se estas interessado em ampliar seus conhecimentos a cerca deste tipo de “elixires mágicos”, esta é a sua oportunidade. Te apresento neste vídeo, José Manuel López Nicolas, que além de ser professor de Bioquímica e uma referência neste campo de pesquisa, eu adoro a forma em que explica tudo. Este vídeo fala de todas as coisas que não sabemos sobre as bebidas energéticas, tão consumidas a nível mundial e relacionadas com o mundo do desporto, sendo as mais conhecidas, firmes patrocinadoras de grandes eventos esportivos.
Também fala de mitos que, desde há anos circulam pelas redes, mas que de qualquer forma estão comprovados. Por exemplo, o Red bull e um de seus componentes, a GLUCURONOLACTONA, que aparentemente se dava aos soldados na guerra do Vietnã, para que tivessem um maior desempenho. ISSO NÃO ESTÁ PROVADO. No entanto já ouvi isso inúmeras vezes.
Outros titulares jornalísticos recentes, culpabilizan da bebida energética Monster pela morte de 5 pessoas. Verdade? Explica-se muitíssimo em vídeo!
O que é verdade é que uma lata de bebida RockStar dá-nos um 15% das calorias diárias recomendadas. Ao igual que muitas bebidas açucaradas, são uma das principais razões da obesidade.
Por último, fala do cuidado que devemos ter com os estudos que são financiados por X empresas.. porque podem ser manipulados.
Minha conclusão é que não há que demonizar os produtos manufaturados ou aqueles com aditivos ou conservantes.
Alimentar-se com produtos naturais é muito bom, mas nada acontece se você tomar um iogurte enriquecido com lactobacillus. Não está cometendo um pecado..Bom, se você é crudivegano se. O que pretendo dizer é que não acredite em tudo que o que se tenta vender a publicidade, não se pense que se você toma um botecito desses iogurtes e ao que parece uma espécie de campo de força se percorre por todo o corpo e impede que qualquer agente patogénico se aproxime de ti. Se você come uma banana e um par de laranjas e a correr para o parque!
Simplesmente devemos tomar consciência de nossa alimentação, ser críticos e racionais e não nos deixar enganar por empresas que investem milhões com o fim de ganhar mais milhões.

Em um mundo onde a tecnologia nos oferece todo o tipo de distrações e ajuda em quase qualquer coisa, devemos aproveitar ao máximo o seu apoio, especialmente em questões de saúde. Porque não importa em que época do ano em que se encontre, sempre é bom cuidar de seu peso e tamanho. Além disso, não dê por esquecido esse propósito de ano novo que você tinha em mente… sim, perder esses quilos a mais, ainda é possível.

Não é necessário que acudas a um centro de fitness nem que gaste seu dinheiro em uma mensalidade ou tratamentos caros. Com qualquer uma destas 10 apps conseguirá seu objetivo.

1. Mammoth Hunters

mammoth hunters

É um aplicativo de fitness e nutrição. Depois de introduzir os dados sobre os seus objectivos e condição física, automaticamente cria-se um plano de treino e uma dieta personalizada. As sessões de treino são rápidas, de sete a 20 minutos no máximo, e não se usa equipamento especial.

2. Fitradio

Fitradio

Música e esporte andam de mãos dadas. Com esta aplicação, você terá a lista perfeita para cada tipo de treinamento, já que as elabora de acordo com seus gostos, rotinas e ao seu ritmo cardíaco.

3. Teemo

Teemo

Cria uma rotina na forma de um jogo de aventuras. Para começar, você deve se cadastrar com o seu perfil do Facebook; depois você terá acesso a diferentes tarefas, por exemplo, conquistar o Everest, embora, na realidade, você vai estar subindo escadas.

4. Zombies Run

zombies run

Esta aplicação oferece-lhe uma experiência absoluta em que você tem que correr para escapar dos zumbis. Você precisa usar seus fones de ouvido para ouvir os detalhes de sua missão, a música e o som de mortos-vivos, os que te perseguem. Se baixas, a velocidade, tudo terá terminado.

5. Pact

pact

Ganhe dinheiro por trabalhar, bom, pelo menos esse é o objetivo. Pact é um aplicativo em que você faz compromissos para melhorar a sua vida, seja através do exercício ou alimentação. Atribuir uma quantidade de dinheiro que você vai perder se não cumpre com seus objetivos, mas se o fizeres, receberás dinheiro de parte de pessoas que não cumpre os seus.

6. Freeletics

freeletics

Permite que você escolha o treino de acordo quiser fortalecer seu corpo, perder gordura ou ambas as metas. A versão gratuita tem vários programas que te ajudam a ficar em forma, enquanto que a versão paga personalize seus treinos de acordo com o seu progresso semanal.

7. Moves

Moves

Uma app que se mantém constantemente trabalhando e quantifica a quantidade de passos que você dá em dia, se diz que distância recorriste e que tipo de atividade você fez seja caminhar, correr ou andar de bicicleta.

8. MapMyFitness

My Map Fitness

Tem mais de 600 exercícios para escolher, mas você também pode criar seu próprio plano de actividades ao ar livre, usando GPS.

9. Better Sleep

better sleep

Se você não pode conciliar o sono, para acordar cheio de energia e vá para o gym, Sleep Betterte ajuda a monitorar as atividades que você realiza diariamente e determina quais afetam sua qualidade de sono.

10. Endonomo

Endonomo

Praticamente é um personal trainer de bolso. Se corre, anda de bicicleta, nadar ou faz exercícios diferentes, Endonomo se encarregará de motivador para que sua atividade seja divertida. Guarda os teus caminhos, registra suas estatísticas e compartilhe seus treinos.

Muitas pessoas consideram o seu animal de estimação como um membro a mais da família, ao ponto de consentirlos com alimentos humanos. Sabe-se agora que essas “todo” inofensivas, não o são.

Anteriormente, o cão foi alimentado com as sobras da comida do dia sem que seus senhores soubessem o quanto dano estes alimentos podem causar. Ainda hoje, quando a opção mais comum são os bolos, estudos nos advertem sobre alimentos que podem ser mortais.

1. Chocolate

Cão comendo chocolate

O chocolate é um dos alimentos mais nocivos para um cão, já que contém uma substância chamada teobromina, que leva muito tempo para metabolizar e, de acordo com a quantidade ingerida, causa nervosismo, vômito, dores abdominais, tremores musculares e uma diminuição dos batimentos do coração.

2. Leite

Cão café tomando leite

Quando um cão é filhote se alimenta de leite materno e é por isso que muitos de nós pensamos que não se passa nada, se a nossa mascote toma a mesma leite que nós, o que é completamente falso, já que os cães são intolerantes a lactose e não possuem as enzimas necessárias para digerirla.

3. Cebola e alho

Cão pomeranian com cebola

A cebola e o alho são alimentos que causam danos nos glóbulos vermelhos do nosso animal de estimação, o que provoca falta de oxigênio e anemia, além de provocar danos no fígado, dermatite e descoloração da urina. Nos casos mais severos nosso cão possa necessitar de uma transfusão de sangue.

4. Ossos

Cão chihuahua com um osso

Embora seja surpreendente, os ossos são um alimento que pode lhe fazer muito mal para o nosso animal de estimação, desde a quebra de dentes, lesões bucais, até o afogamento ao ficar preso no estômago ou na traquéia. Por isso, é melhor permitir aos nossos animais de estimação, com croquetes ou carnazas.

5. Uvas

Cão comendo uvas

As sementes das uvas podem causar intoxicação em nossos animais de estimação, por isso é melhor evitar esses alimentos.

6. Presunto e carnes salgadas

Cães beagle comendo salsicha

Os alimentos como o presunto, o bacon, a lingüiça, entre outros, são ricos em gordura, o que pode causar sérios problemas de obesidade em nosso animal de estimação, assim como problemas de estômago e até uma pancreatite.

7. Cafeína

Yorkshire em uma xícara de café

Assim como o chocolate, o café contém metilxantina, um estimulante sobre o sistema nervoso de nossa mascote, causando vômitos, diarréia, inquietação, sede excessiva, hiperatividade, suspiros e até a morte.

8. Abacate

Cão comendo abacate

O abacate é um alimento de alto teor de gordura que contém uma toxina chamada persin, extremamente prejudicial para o nosso animal de estimação, a qual pode causar dor de estômago, dificuldade em respirar e acúmulo de líquido no peito.

9. Álcool

Alimentos prejudiciais (4)

O álcool causa em nossos animais de estimação uma intoxicação de forma muito rápida, o que os torna agressivos e nervosos. Além de provocar uma baixa no sistema nervoso central, cardíaco e respiratório.

10. Passas

Cão branco doente

As passas causam em nossa mascote danos nos rins e causar uma insuficiência renal. Depende da idade de nosso animal de estimação, maior será o dano.

Como preparar o colágeno em pó


Há diferentes maneiras, uma delas seria diluir o pó de colágeno hidrolisado que comprei em água ou qualquer outro líquido dos que já foram citados, com o que obteremos um efeito de enchimento do estômago de forma rápida.


Esses preparados de colágeno em pó que estão à venda são muito escassos em açúcares e calorias. A sua preparação é muito simples: dissolver uma colher de sopa ou em montante que assegure que utilizamos 9 ou 10 gramas de colágeno em 200 ml de qualquer um dos líquidos frios ou quentes, que foram descritos. Dessa mistura, você deve comer uma dose ao dia, preferencialmente em jejum.


Receitas rápidas para beleza e fitness


Uma alimentação saudável que incorpore a abundante presença de alimentos ricos em colágeno e vitaminas C e D , como os que já foram citados, ingestão de água, que não saia de dois litros diários, e uma atividade física regular, se possível com alguma exposição solar, formam uma tríade de fatores que vão ser cruciais para colocar o broche de ouro ao desempenho de um bom suplemento de colágeno hidrolisado em pó no nosso organismo.



Para que sirva de revisão prático, legumes pigmentação verde escura, as frutas vermelhas e roxas e legumes, ricos em licopeno, como os pimentos vermelhos, a beterraba vermelha e o tomate, funcionam como potentes antioxidantes e estimulam a produção endógena de colágeno.


Além disso, há outros alimentos que fornecem fatores essenciais para sintetizar essa proteína como os ácidos graxos Ômega 6 e 3: falamos de peixes como atum e salmão, frutos secos como nozes, amêndoas e, além disso, os abacates (estes, por sua vez, são ricos em vitamina C).


Não esquecer aqueles alimentos ricos em enxofre, necessário para produzir colágeno, como a maioria dos de origem animal, leguminosas, os pepinos, os espinafres ou o aipo. E como não é comumente conhecido que incluir na dieta regularmente saladas e caldos de vegetais contribui significativamente para manter a pele com um aspecto extraordinário e a produção de colágeno em níveis muito ativos.


Mas como organizar todo este tecido nutritivo para fazer da hora de comer o mais agradável possível? Dispongámonos a propor uma série de receitas de fácil preparação, para que nossa dieta favoreça o colágeno do nosso corpo, e para que, por sua vez, nos alimentar seja uma atividade prazerosa.



1.Salada de vegetais



A base de uma alface, beterraba vermelha, três cenouras, três abobrinha, um molho pequeno de coentros, dois talos de aipo, pepino e um molho de rabanetes. Tudo isso é enriquecida com um abacate, meia xícara de iogurte natural, um dente de alho, meia xícara de cebola e um pouco de sal.
Após lavar e condicionar os vegetais principais de salada, picar o coentro e o aipo e corta em fatias pepino. Os vegetais são colocados em círculos concêntricos, decorando o prato com os rabanetes partidos em dois.


Finalmente, procede-se a preparar o molho, macerando o abacate em conjunto com uma mistura de iogurte, alho e cebola. Termina sazonando o molho e adicionando-os vegetais já apresentados no prato.


2.Suco de frutas cítricas


Composto por duas laranjas, duas tangerinas, mandarinas, uma fatia grossa de abacaxi, limão, uma colher de sopa de sementes de linho e outra de mel.
Após lavar e desinfetar as frutas, se espremem os três citrinos e adicione ao liquidificador o suco extraído juntamente com a fatia de abacaxi e o mel, mexendo a mistura para altas rotações para terminar colándola e servir.


3.Liquefeito de soja e nozes


A base de um quarto de litro de leite de soja, duas colheres de sopa de amaranto, duas outras, de pedaços de noz, igualmente de pólen e de mel mais quatro amêndoas. Todos estes ingredientes são passados pelo liquidificador em alta velocidade e já está pronto para tomar.


4.Salmão com legumes



Se tomarmos como referência as quatro pessoas, utilizaríamos quatro filés de salmão fresco, três batatas, três cenouras, oito 8 ramalhetes de brócolis e outros tantos de couve-flor, o suco de um limão, meio copo de caldo de peixe, o amido de milho diluído, o azeite de oliva extra-virgem, salsa, sal e pimenta.
Uma vez descascadas e temperado as cenouras e as batatas, cozidas em panela expresso com o brócolis e a couve-flor. Por sua parte, salpimentamos o salmão em uma frigideira com uma besteira de óleo são selados os bifes, aos que daremos a volta no momento de derramar o suco de limão e uma chorradita do caldo de peixe.
Os filés de salmão são transferidos para uma fonte, na qual são colocados juntamente com eles os legumes previamente escurridas.


Finalmente, o molho que deixamos na frigideira, procederemos à ligarla através de uma pequena quantidade de amido de milho diluído na água e terminaremos lavando o salmão com o molho propagando também salsa picada.


5.Salada de atum


Combinaremos e misture adequadamente todos estes ingredientes: uma xícara de atum escorrido em água, meia xícara de aipo em pedaços pequenos, meia xícara de pimentão vermelho igualmente bem desfiado, a quarta parte de um iogurte sabor e duas colheres de chá de molho de soja, cebola picada, suco de limão, manjericão e tomilho.


6.Molho marinara de alho e vinho


Anote bem todos estes ingredientes: meia colher de sopa de azeite, dez dentes de alho picados, duas latas de tomate ao natural, uma lata de molho de tomate e outra de massa de tomate, 170 g de vinho tinto, duas colheres de chá de manjericão, dois de orégano e meia de tomilho, um pouco de pimenta, três colheres de sopa de açúcar branco e um pouco de sal.
Uma vez aqueça o óleo em uma panela, adicione o alho, que se tem em fogo médio durante 2 ou 3 minutos, após os quais se derramam os tomates ao natural, o molho com todos os outros ingredientes, a massa de tomate e o vinho. Tudo se agita bem e fica pronto para o consumo.


Esta proposta de receitas lisonjeiras do colágeno corporal pode ser muito mais, por exemplo, com a salada de beterraba com citrinos ou os sanduíches de abacate e pimentão vermelho, que podem ser boas amostras de pratos ricos em licopeno.


7.Aplicações tópicas


Se passamos para a preparação de misturas para a sua aplicação tópica, como máscaras em combinação com cremes para ingerir, uma excelente proposta pode ser a máscara e creme de cenoura:




  • Máscara: em uma tigela combina abacate cremogenada, o purê obtido de uma cenoura, meia xícara de creme, um ovo batido e três colheres de sopa de mel. Com um batedor alcançamos uma massa pronta para aplicar pasta sobre o rosto e o pescoço e mantê-la 10 a 15 minutos antes de enxaguar a pele com água fria.

  • Creme: é feito com meio quilo de cenouras descascadas e em fatias, a que se banham em água dentro de uma panela, adicionando um cubo de caldo de legumes, uma colher de sopa de curry e gengibre. Dez minutos ao fogo com sal e pimenta. A par teremos elaborado um creme processando média de abacate com cinco colheres de sopa de queijo light de barrar, uma colher de sopa de suco de limão e duas de manjericão ou coentro picado.Primeiro é servido a sopa quente de cenoura e por cima o creme de abacate fria.

Do nosso ponto de vista, o colágeno em pó é um recurso confortável de usar e fácil de conseguir com o que temos a oportunidade de cobrir em nosso corpo o défice de colágeno que se vai acumulando com o passar dos anos.



    Para que é aconselhável tomar colágeno


a) Combater o envelhecimento


A vida agitada que costumamos levar hoje em dia é uma ameaça consistente de terminar a sofrer a síndrome do estresse. Em tal situação, ocorre um acúmulo de hormônios que definem o quadro clínico do estresse, liderados pelo cortisol, cujas funções metabólicas está opor-se à produção de colágeno por parte das células responsáveis por isso e a concentração dos nutrientes e da energia nas partes mais vitais do organismo, entre as quais este não reconhece a pele. Daí inicia uma cadeia de eventos bioquímicos que, entre outras manifestações, produz uma perda de firmeza e elasticidade cutânea, que se traduz no aparecimento de rugas e outras imperfeições e, em determinadas ocasiões, de infecções.


A conclusão é o clássico aspecto macilento que caracteriza as pessoas afetadas de estresse. Este fato justifica plenamente recorrer à utilização do colágeno hidrolisado para compensar a envelhecimento.


b) Prevenir a fraqueza de ossos, cartilagens e tecidos conectores


A ameaça da osteoporose paira sobre toda pessoa do sexo feminino que ultrapassa a idade de 40-45 anos. Deixar a brecha aberta para que este processo degenerativo se instale no sistema ósseo acarretam um elevado risco de fragilidade, com o consequente risco de fraturas espontâneas. Por isso, considerar o consumo sistemático de colágeno marinho hidrolisado é uma decisão vital para prevenir esta doença.



A cartilagem, por sua vez, é um tecido marcado por uma limitação genética para a sua autorreparación uma vez deteriorado. O tecido conjuntivo é dotado de flexibilidade suficiente para sustentar estruturas leves, como o nariz, o pavilhão auditivo ou as articulações, mas, diante da ocorrência de lesões (entre as quais, as mais frequentes são as entorses), sua regeneração depende muito da alimentação.


Uma particularidade do colágeno, proteína que fornece estrutura para as cartilagens, ossos e tecidos conectores, é a singularidade de seu perfil de aminoácidos, já que 60 % desta proteína são apenas três aminoácidos: glicina, prolina e a lisina, estes dois últimos com seus derivados hidroxiprolina e hidroxilisina.


Aqui é onde entram em jogo os nutrientes que estão a ser participantes da regeneração, entre os quais se destaca o aminoácido lisina, que, como favorecedor da absorção de cálcio e a produção de colágeno, promove a reparação da cartilagem danificada. Uma deficiência de lisina pode ter incidência na recuperação de entorses e outras lesões que demandam lisina para o bom decorrer do processo natural de cura. Por isso, os especialistas recomendam um consumo de 12 mg deste aminoácido por quilo de peso corporal.


c) Aminoácido lisina, Onde podemos encontrá-lo?


Grosso modo, legumes, carnes vermelhas, bacalhau, ovos, queijo e frutos secos são uma boa mostra de alimentos fornecedores de lisina. Os cereais, por contra, se caracterizam por sua escassez deste aminoácido, assim como em metionina e triptofano.


As dietas modernas têm a característica de um menor protagonismo do colágeno nelas (à semelhança do que acontece com o magnésio), o que provavelmente seja uma causa primordial de maior casuística atual desses problemas de ossos, cartilagens e tendões. Por isso, é aconselhável comer ovos, legumes, carnes e frutos secos e acompanhar a dieta com suplementos de colágeno, combinado com o magnésio, especialmente nas refeições de forma prioritária nos pequenos-almoços e jantares.


d) Artrite e reumatismo. Cuidar da saúde das articulações



Falamos de uma doença aparentemente simples, mas o suficiente insidiosa como para deixar incapacitado para quem a sofre. O mais habitual é a sua manifestação sob a forma clínica de osteoartrite, o que significa que o osso, a cartilagem articular é afetado por uma degradação progressiva que causa inoperatividad da articulação afetada e uma dor que costuma atravessar fases de alta intensidade. Todos os pacientes aquejados desta doença tão comum em nossos dias, são os suplementos de colágeno, sozinho ou combinado, um grande aliado para o alívio de seus sintomas.


Um problema de saúde muito relacionado com a artrite são os reumatismos, destacados integrantes do ranking de doenças causadas pelo envelhecimento. Realmente trata-se de um complexo de mais de uma centena de processos, entre os quais pode-se estabelecer uma classificação a seguinte redação:



  • Os verdadeiros reumatismos, como a artrite reumatóide, identificada por um inchaço doloroso das articulações, ligamentos, tendões e músculos. Por ser um processo de natureza auto-imune, não é privativa de pessoas de idade avançada, pois se dá desde as primeiras idades.

  • Os reumatismos de desgaste como a artrose, doenças degenerativas, nas quais há destruição da cartilagem.

  • Finalmente, as doenças dos ossos, como a osteoporose, já descrita anteriormente.

Para todos estes processos, o colágeno hidrolisado é considerada uma excelente alternativa aos tratamentos farmacológicos à base de analgésicos e anti-inflamatórios, já que seus aminoácidos conseguem criar um círculo vicioso de síntese de novo colágeno, que promove a regeneração das cartilagens, conferindo-lhes tensão e resistência para o adequado funcionamento das articulações. De sorte que o consumo diário de entre 9 e 10 gramas de colágeno hidrolisado pode vir a ser uma via para ganhar em qualidade de vida.


Precauções na hora de tomar colágeno



Assentadas as bases que nos permitem assumir, com fundamento o papel que a natureza reserva-se ao colágeno como um dos guardiões de nossa estrutura biológica, convém dar umas pinceladas às diferentes manifestações que podem resultar de sua introdução voluntária no metabolismo, chamando a atenção para os possíveis efeitos colaterais que, com o ínfimo percentual de risco, podem estar associados com o consumo de colágeno, e sobre certas cautelas que são imprescindíveis para evitar que o que, a priori, está destinado a preservar a várias funções orgânicas importantes se transforme em uma causa de doença.


data:image/jpeg;base64,/9j/4AAQSkZJRgABAQAAAQABAAD/2wCEAAkGBxISEhUTEBAVFRUVFhcVFRUVFRUVFRUVFRUXFhYVFRcYHSggGBolGxUVITEhJSkrLi4uFx8zODMtNygtLisBCgoKDg0OGhAQGyslIB0tLS0rLS0tLS0tLS0tLS0tLS0tLS0tKy0rLS0tLS0tLS0tLS0tLS0tLS0tLS0tLS0tLf/AABEIALcBEwMBIgACEQEDEQH/xAAbAAACAwEBAQAAAAAAAAAAAAAEBQADBgIBB//EAEEQAAEDAgMFAwgHCAEFAAAAAAEAAgMEEQUhMQYSQVFxImGBEzKCkaGxs8EjJDRCctHwFFJzorLC4fFiBxUWM0P/xAAaAQADAQEBAQAAAAAAAAAAAAACAwQFAQAG/8QAJREAAgICAgMAAgMBAQAAAAAAAAECEQMxEiEEMkETUSJCYXEz/9oADAMBAAIRAxEAPwD7I7U9V4V485nqVzdIbKEjxyGlaryVVIUDDQsqmJJiFMCtFO1LamPJIkiiDMDjlKGnMePDxTL/AKeMd5RxaexY3ta1+Thr0V+LU4dcJnsNQhoeQLHR2WR7wnYX2J8jQ9YxXtYumsVrWK0gOWsRTR9H6XyXDWq5w7HpfJBk9WMx+yByFw4LslcEqJlqKXtQ8jUW5UyBCw0AvQk8QN0bMEHLxXE+zrRlsUADrZA3yv7PDuW42RlLonAgAtdY553txHuPELLYhSh7hvC4vmOJ6d62uzcO7FbvJB7uCtxkWUPLFyWogtXJamiAYsVtV5zuq9LV5U+e7qlZtDsGyghVSNVrneK4ee4qVlaA5God6KkJ5H2IWQpbGFLxdKsTg7N+7UWTJ5yKFqxcdUcH2BNdCDCJ92XebukAgHUanK/ED3a5WVlcztv/ABO95R+CUIEtwO1vA34Futj35ckPXN7b/wATveVfiM/LsUyNQsjUxkahJGpok+h7Ej6lF1k+K9RdbGD6nF1k+K9eoGMQ8ecz1PvXN1489o9T714pGVpEcVS5WFVuQsJFEqW1RTOQJVXJUh0BDXx30K0ezDN2K3Em5tex78sgkboSTktJgVtywFrHPrbimYNivJ0HNarGtXrWq1rVcQnjWrqcdj0vkuwFzU+aOvyS8nqw8fsgMheFekrkqMuOSqnq0hVuXDqA5QgagJhKEFO1AEAxQ3eOIvmD8jzW1w2MBtgMvzJKyVFk8X03ltaIdnx1596txaIs2zotXJariFyQnCSktQ9UO07qjCEHVHtO6pObQ3DsqK4euiVw4d6mZWiiRCTFFvjH+0NLEOAQMMFc3VAzt1CZOYgahvJeXTPPQbs/TgG7syDcHjofUc/YUhqm3cT3n3rRYe+0cmlwDfvyKRTMWjj0ZmXYrlYhJWplK1BytTRRu9jh9Tj6yfFeoutkR9Uj6v8AiPUS2MQzee0ep969uqpHdo9T70NU1zWecVG2kXKLegwlVuSGbaEfdCq/7tM7Sw6pbyIcsEvo+el1Yy6CM8x1kA6Lxr5OMgPghcr+HVCvoTTwovDJ2svr2jpbSwJz5f5C8p9EsmqBGCTrc2HO1rHpn706MuCsQ4PJLiaakqmvJAyIzRrQspsnvvlc9zicjlwGi1zQn4ZucbYnycKxZOKPQFVWjsjr8kQAqK/zR1+SLJ6sXj9kALy6rlmA1SKv2lYy4a29vAKJui+MW9D8qp5HErFybSSyGwc1l+ZAPtR0FPK4Xe8nxyQ8guDWx6+Rp0KEnKBNORo6y9ie7RxB8F49QRYAC+nz4LS02KMay2ZLdb5eOnXTks3N5mh1F7WvY6/ruQVZWENtEfPc4b1rGzHFlwORzseQy1VCnwhZOsX5MnE+h08oe0OboV2QgNnYy2nYCSTmbnvcbexMSFRF2rJZqpNFZCXVfnu6pmQlVY7tu6pebQzB7FZK5cUDXYkyIXcfAarPVm1x0jZbvJGXVSuSLVBs1jwh5S0an2rI0+KyznKVo7mkX9+SYspHW7Rv1N0PI7wrbGkjhZCkXchHNkbpJlyIuiIX8TwC8tnJKkEU7gA+5zIscr8hfuHf3Iepo7C9weNu5eTkBxBuLua1otfe3t4+zdJPDLibIVlQ+SRzi6zQCGtGlje1+eSr/I40v2TRwc1KX6QLM1AytTOZqBmaqiE2uyY+qx+n8R6i92V+yx+n8Ry9QMNFle6xd1PvWPxasY0kuJNvUtji7cj1PvWQxTCnSRuDR2jpzztmO+11nTVyNTFKomIxHa+Q7zaWIWGRe69hfIWCTVOL1jrO/aRcm241zN4bpv2mC5aM+Nr3X0XCMCiZE+OVm5vcSW3Fswc+9UyYA3zT+zNHGVthIQevHXU+tOgoJCcry2fP4NpauIjyji4EAi/I53HfmtdhGOPktY68l1iuFxyubHA2+7Zt7dkAZcdVo8E2fbE0ZD1IMjj8GY1JbYzwh7rDeUxSlzz1ccugRcTLEIuaHfnYOQuff8kNOUKCjJRycv12F4LQCJn/ACdmfkEzAXLQrAFdGKiqRnTm5ycn9PQENifmjr8kWAh8QHZHX5Lk/VncfsjO18BcLBY2vdBEHyTGzGZFx4ng1oGbj3e0L6HI3JZLaLZryxY8ZhhJ3OBJ1d1so+KvsvjN1SPmuIY3I9+7FAyGNwFvKFocd7QvcSI2DLQ3tzQFPWVEchEUmYJzif2CRe+7bsuGRz7l9NxjZpkzWloYHBti19i1wFyL9LnhY3QWF7KtjJc7cJsQxkfaAv8AeyA4ZAaC5z5PShRM3ksX7ObVmTsT63tvaC/J3IrVQ5nJKaLZEiQvsGgjSwJ1vcrS0tA2NtgSeqlmv5daLE/497PWQlzS0arqkwzyswb90Nbe2VgLk28Su6B3b8FoMEiFnO/eNh0AFv13J0IqaSYiU3jbaGLGgAACwAsB3BeqKKshIQkdeCXuAHFPEtqGdo5JWVWh2F0zFY7S27T78gBqb5LJ47icEF4mQ+VmDd4suLRi2Rlcb2180Z24tX07EKUSZd9+hWSw3ZgQSPEjd8Pvd5Iu7e1v35qaMI32WOcnGkfK6uWSVpe8wtIIG6HNa+503GOcZLam+mRzyV2HY9WU1jvudHe1nkubkbHPUaf7W4qtjRvdh0JF+y95AeBpY5G4tyNj3IufZdpjbFG3ete7yLNLjck363yF0+ShRPB5OR5hGNsqWX81w85rtQe/80+galWC7JiLdL3FpGWQFiBw3tCO48k/njDRl/n2KPTLJU9Enp9X82EN7nEDRCsgDQmsZBibzPu4oOYK3HBSak/hFkyOMHBfRZM1AzNTOYICYKoiNfssPqsfp/EcvV7sx9mj9P4jl4gYaL8VGvU+9A08SYYkNeqDgKhl7GhD1PZKFrtQhH4LGTfcCcxld7q9R7m0KafDGM81oCIdEAjXoKrmAC40keTbYKDd4HejcLfvyyO/d7I9f+Epo5N6UW6+pP8ACaPybc/Ocd53Xkjwqwc74pjBq7C5auwrCI6CpqxkOqvCqqdEMtBR2LJgqty4Vs5zXUdlL9K/gu/ZxyXTWW0aEc+G+iqLFxoK7KbZISqNkZI5LcQelTDigejls5x8PWtlh0e7G0W4Xy7zf5rJYNQGY2+7cbx5AcOpW1aLCw4Kjx1/GyfyWro9UUUVJKRA1AzKOQVQcygnoZj2AuGaproAbE6e5ERnNElgIIPFTpWUuVMTNisB9HfoAf16l2JHcWgDhz6EDL/aLdSEHI3ChZbPiuNMK0yiQcUkxJ1rjLuytZOi/LS2qQV53nAJExsBhSPBaG/utHUE2t/cuZgrKen3d4nU5dAMguZgtHCmo9mdmknLoXzBATBMZggJgnCDW7M/Zmen8Ry8XuzX2Znp/EcogYaC65t79SlRfYpxUvFz1KTzFpcocmzRxaGFO5XkoCjdkiXvXE+jko9nM0iRYhUXR1ZNkkUz7lLm7H4o12N9m4buLvD5/JahqR7PMs32+JTxqtwqomf5EuU2WNVgXDV21NEnSpqtB1VyHrX2AvzQy0FDYtq3AZoCKs7VijZXBxsluKt0I1B/2o5ftF8EtMcRSXXMyBoqi4RbnrvK0C40weTJJMRlTarkySCd28+yTNjoL6azZOO0RPN3uA/NO0BgUe7Azvz9Z/0j1oY1UUjNyO5NkUUURgEQVRqUaltXKN4hLyOkMxK2K6zEfJusGlxtc2BOSLoq1sgDmnVSFrc3W1WebVmKqkbazHEFp0AduguHz8SpW3HsuUVJUazfQkzV5HNcLl0iKUrQEY0AVk26LepJqUb01kdic4ztwCFwJty08XEn3pC7kkOfUGx7IhJUXIhJVqmQAzJfMmEyAmRHDWbNfZmen8Ryimzf2Znp/EcogOmdxzGt1zxfRzh35OIySSjxiR7wBG65/VymMmFAzyki95Hn1vJTSlo2ttYLKl2zci1GKGVCLNF9VbM7JVxlVzyor6EVbAa16WNFyiquRVUEZc4AcShirY1vjE1ODR2Zfn8kzah4G2AA4K9q04qlRkSduy1qsCrauwiOHaRbX14hiY48X2/lcfknoWa27pPKQxjlJf8AkcPmlZvRjcFfkVmVdtS4H6OPePMmw/ym2ETvmaXSN3eAF7+KX0GEgcFo6aANFgoYW9mlkcV0gGF266yO8rkga5tjdcCQ2XLroGr7JXVCXU7C5wA1cQB4qyY3KYbKU3lJi86Ri/pHIfP1L0FylR2b4QbNjDHutDeQA9QXaii0zJIooovHiLCbQbQMjnkY53musRqdBoAt2vlm0eCufWTPHF9/YFN5TaiqLPDUXN8v0enbKRxDIqfI5Al2fK9rWA8U+qaEmEE+eO0fxam3uQWB4MG2JHfZaQjKymgm1/IpyTimlAVYfVXarp6iwuUndeORzQMgcuhz/wAeC5qXOORuL6IOTD4puymun38gDmmWDMs8AfdB9qWSdkXOqbbOs7LnnibDwzPvCZgVzQvyHWNjKRCSoqQoOYrTMkCmQEyOmKAmKIE12zX2Znp/EcovNmvszPT+I5RAwxDiGNsZI8Mb2g9wJPMOIOSGi2ibo4Dwy9iErtm6d0krnzyEmSQ7t3WBL3G2umaW/wDjVOXERssOfHxKzZLs+ijig46NLFjTHGwKvdNdJKPAYI/NYL/vcUyLg0ZJbEOKWiircm2zlNq89B80kjBlkDW8T6u9bCmYGtDRoFR40LfIk8rJS4r6GsKuaUMwq9pVxnlzVYFU0qxq8dLAkm1tdHDE10l7F9ha2u6T8k6CQbaYLFVxMZM57Q2QOHkyQb7rm524WcUvIri6HePx/IuWjISbVsB7LQB1zRdPtlTuyc8N66etB1ewNA0XIkdl957iL9CVQzYyjvf9naBwvxtfQepQuLj9NmSwyVpD99ZHKAWPDgeIIKkmmSqoMJhi/wDVE1n4Ra/XmiJnAIWTdfBfVu3WrY7N0HkYRvDtP7Tu6+g8B81m8Eo/2icEjsR9p3In7rfEj2FblUeND+xL5U/6kUUUVZGRRRRePEWE2gx6GKaRu7d4dY3IAvYLdrA4zsXST1Mssr5rvJJaHODQd0ebbok5k2uizwnBTbn+hfDtgxp7duoP5pnTbTU8uQlbc/dJAPqSOXYmgaSGwOe48XEk+tW0uyVGw/Zoye8Xtr+ak7X00ckcTV1Q3Aa95ffhb1En5qPjuc9FfDA1osAABoFRVTAA24m2XP8A2gYixViUtzYZ52HHPiP1zWpoqfycbW8QM+pzKS4RQb8okPmR6cnO7uhz9S0EhVfiw/syTy8l1FfCiQoOYomUoOYqwiA5ygJijJigJiugmy2Z+zM9P4jlF5sx9mj9P4jlEDDRk8Qn+lkAb/8AR+v4ivIZ+FsvYntRhzd95tq9x9biqn0jGrKknZu/muKQCZChKiXgNVdXVAGQSf8AaN5263icz8guJA2avAoGtaTq69nHlkDYetOoysxs7U3c8czvD12/L1LRxuWlhrgqMnPfN2GMKuYUKwq9hTRQQ0qxpVDSrWlcPFwKTbWTuZGwsBJ37ZfhOvcmwKHxHzR+L5JeT1Y3C6mmZFjppLFwsjoqe2ZN+qKklaNUBVV7RxULpbNHk5HVTJYJHWVl8gh8Txa+QQETzZzjraw8ckpu2MjClbPquBUbIoWBme8A8u4uLgDdMEk2Nq/KUrL6suw+GnsITtakK4qjJyJqTsiiiiIAiii8JXjxCVisWrZhPI1jDbe1Omg0WzJSmsPbdlxSc2inxpcZMzsEEh842vwHzR7GBqtlqRnmkeJYsGaEfmo20iz+U2d10xa7d4OuQe7Ug8rKrDmiaUMuQ2xtzNtbevVZqoxV8hIGhFr91z+vBMMMrfJ1EIGgAB9PU+ohDCnK3oPJFqPWzeNYGgNaLAZABUSFWyFDSOWsjGZTKUFM5ESuQUzl0EGmcgJnIqZyBmcunDcbLH6rH6fxHKLnZT7LH6fxHKIGGhNiGL7r3jk9w9Tik1XjJPFLsXcTPN/Fk/rchWxlZbXZtRqlSL3yuer6ZljfkLrynisr7ZFcPMIwmTce0+vodVsI3LHQjRaLDKi43TqNO8Knx8lPiyTysdrkvg4Y5Xscgo3IhjlaZ4U1ytaUM1yta5cOhAKTbXV7ooWFv3pN3+Vx+SahyT7XRb8LO6S/8jkrN6Mdgr8isxsmJyOQspkdqUy8gBwUMayzZVITspc80RuZWRbolZHBchdRyTHmw1XuPdEdH9pv4gM/Z7ltV8+ghLCCMiDcFbLDq8SN5OGo+YV3jz64szfJx98kH3Xl1zdeXVJIdErkleErkldPHpKwO0uOPbUSR2ya63sBW7JWB2hpAamVxGrvkFL5XqizwknN3+hRLisrhZot3pdLTvee0bps5gHBVub19RA9ZWfs1V1oBjhAsBqf1dXGE75P6y5JhTUn3nZcufVG0tB3ZIkKk0Paap32NdzGfXiuJXIajG5dvD3FdzOWphyc4/6Y2bHwl/hTM5BTOV0r0FM9PElEzkFK5XTOQcrl04fQNkj9Uj9P4j1Fzsgfqkfp/EeolsNGIxOH6eX+LJ/WV7T0iZVsF5pP4j/6iiaantmsp7NlPpC98FlS5uYR1RmVWY8/BcR1nDWphSt4hCtaj6RePfBjBNfI6+9FscgdxdxyEZHRV4s9dSIcuC+4jFjlc1yCY9XNcq009EbTWwtrkDtBnE3+J/aUQ1yoxcXib/E/tKXm9GNwf+iM09igiRnkVDGsyjV5AL40RRwrx4RtIzJdSOSfR49qshcQbjIr2UKMRaFbHFJiQOT8jz/NH7yzJYr6atczI5jkeHRU489dSJ8mC+4j4uXJch4alrhkfDiuy5VJp6JGmumdFyyGP38vJb97U6aDitUXJJidLvTPJt53LPQcVN5SuKKvDdTf/DNtiJyF3ewIyCkDcyATyAy/ymrKa2gVb2AKLjRe8lgzae5z9SaNiACFgGYRztEUUKnIDsu3NBFneviFWTmrS26KLcXaBkk1TFVbCWa5jgRp/gpZK9aZ7NeN9UrrcJ3s4sj+6dPA8PFW4/IT6kR5PHa7iIZXoORyIqmOaS1wII4HJBSOVRKfR9jj9Tj6yfFeoudiz9Ti6yfFeolsNC2oZ9K/8bv6ir5MmrxRZb2zWWkLmi5XT25lRRCg/p01iIhCiiI4GxPV+4ooiQuTPQ22itbIoojjJx0KnFS2WterKgXi9P8AtUUVU3eNslgqyIAcxUStUUUBoIGc1GQ5BRRcR2RJDddRhRREAXMYvXxheqLrOWcRtIRbJjxzUURQk46BnFS2dCS64rR9I7qvVE7LK4JicSqbSKHDIoKULxRSsqicx5OHREeUUUXUekVWub2RDGqKLyOMv8mFTJFncL1RdYKZVU0LJW7sjQ4cOY6HULNYnsk8ZwP3v+LsneDtD7F4om48ko6F5McZbNNshE5lJG14s4GQEZG30r+SiiitI6P/2Q==


Suplementos de colágeno


Para restaurar os níveis desta proteína de estrutura nos diferentes tecidos do corpo, quando a deterioração foi iniciado existe uma excepcional alternativa: o colágeno hidrolisado como Lift Derme, em suas diversas apresentações.


O mercado é farto generoso em sua oferta de produtos que incorporam colágeno em sua formulação; cápsulas, barrinhas de cereais, shakes ou pós solúveis podem ser bons exemplos em que o colágeno é magnificamente absorvido e assimilado pelo corpo.


Obviamente, tomar a decisão de estabelecer uma rotina na administração de colágeno em forma de suplementos não deve ser de modo algum exclusiva com o acompanhamento de uma dieta equilibrada, pois nenhum suplemento possui a capacidade intrínseca de cobrir, por si só, os requisitos para esta substância.


Uma alimentação com os perfis adequados aminoacídicos, vitamínicos e minerais garantirá as contribuições basilares que permitam um ritmo certo de produção de colágeno, e, sob essas circunstâncias, a suplementação adquirirá a eficácia que você procura.


Formas de consumo


As formas existentes prontas para consumo variam muito, dependendo do fabricante, formato e dose. Normalmente, recomenda-se a toma de 10 gramas diários, com as seguintes possibilidades:




  • Em pó, dissolvendo-se 10 gramas exigidos em água, suco ou purê. Este é o formato mais comum e o mais indicado como suplemento alimentar, pois permite a ingestão em uma única tomada.

  • Em comprimidos, que traz consigo o inconveniente de soler exigir a tomada de até 10 comprimidos diários.

  • Líquido: dissolvendo os 10 gramas em água ou xarope.

A fonte de colágeno de origem marinha é a que contém o perfil de aminoácidos mais afim ao do colágeno humano, sendo na sua forma hidrolisada de uma qualidade muito superior à de suíno e bovino por sua excelente biodisponibilidade. Este facto explica que em sua maior parte, a proteína ingerida seja efetivamente assimilada pelo organismo, evitando a sua excreção intestinal, o que reverte aparentemente superior escassez econômica dessa fonte.


https://i.zst.com.br/images/qual-o-melhor-horario-para-tomar-colageno--photo684492275-44-16-d.jpg


Como vantagem adicional, diremos que a alta biodisponibilidade do colágeno marinho simplifica a sua dosagem em uma única tomada diária com o que se garante que os níveis circulantes no sangue de péptidos se mantenham em números ideais durante pelo menos 24 horas, podendo atingir os 96.


Não obstante, com o objetivo de alcançar o máximo de eficiência, diremos que o melhor aproveitamento consegue beber diariamente cerca de dois litros de água e, em jejum, sucos frescos de frutas cítricas ou de cenoura com aipo; paralelamente, um consumo regular de saladas de germinados ou brócolis pode ser uma interessante ajuda.


Efeitos do colágeno


Foi exposto de forma pormenorizada a ação do colágeno em nosso organismo, mas quando os efeitos dos suplementos na dieta se trata, convém esclarecer que quando se opta por consumir estes regularmente, o objetivo é compensar o detrimento que de forma geneticamente programada evolui a produção endógena e, dessa forma, frear as esperables manifestações externas e internas do envelhecimento.


O colágeno por via oral, preserva a degeneração da cartilagem articular e a turgescência do tecido cutâneo e, no caso dos atletas, contribui para aumentar a massa muscular com o consequente fortalecimento da mesma.



Por outro lado, as injeções de colágeno atuam de forma mais localizada, em função do ponto de inoculação: lábios, bochechas, etc.
E, em terceiro lugar, o colágeno, entra a fazer parte da formulação de um amplo catálogo de cremes faciais utilizadas com o horizonte de conseguir uma aparência juvenil impassível ao decorrer do tempo.


Levar a cabo uma disciplina férrea, à base de uma dose regular de colágeno hidrolisado é uma aposta altamente fiável para, entre outros objetivos, neutralizar a dor ocasionada pelo desgaste sofrido pelos ossos e a cápsula articular. Isso sem esquecer o seu importante facção estética que resulta do estímulo alcançado na produção endógena de colágeno, que dá brilho ao aspecto da pele e revigora o organismo.


Possíveis efeitos colaterais do colágeno


A grande maioria das referências científicas solventes comprovam que estamos diante de uma das substâncias naturais que oferecem maior segurança e confiabilidade para o organismo, desde que as condições de uso respeitadas as prescrições estipuladas pelo fabricante.


Mas é sabido que a biologia não aceita situações de risco zero em nenhuma de suas manifestações, do que o colágeno não é uma exceção. Isso significa que, de maneira análoga a tantos outros produtos nutricionais, medicamentosos ou cosméticos, não está isento de gerar reações adversas ou efeitos colaterais, a fuer de ser sinceros, adquirem a categoria de histórias à luz de sua casuística entre a população consumidora.



No caso de pessoas de idade avançada que convivam com rigorosos padrões de medicação em tratamentos prolongados, é sempre aconselhável recorrer a uma opinião médica que determine, em função dos princípios farmacológicos que participem de tais tratamentos, se um aporte extra de colágeno possa constituir um risco clínicos por incompatibilidade com o colágeno hidrolisado.


Por outro lado, é de destacar a existência de pacientes aquejados de determinadas anomalias digestivas que impedem de forma significativa a sua capacidade de assimilação do colágeno, inclusive de sua forma marinha e hidrolisada, em cujos casos se faz necessário colocar a decisão de suplementar sob monitorização rigorosa de um profissional que, na eventualidade de aparecer algum sintoma de má assimilação, proceda a suspender a mesma de imediato.


Em linhas gerais, as tomadas de colágeno hidrolisado requerem a programação de um lapsus na ingestão após três meses seguidos, deixando passar cerca de dois meses antes de antes de sua retomada.


Por se tratar de uma proteína produzida pelo próprio corpo humano, é perfeitamente reconhecida pelo sistema imunológico e, portanto, não são registrados episódios de rejeição, intolerância ou alergia.


Colágeno com outras substâncias


Não obstante, é muito comum a comercialização de produtos que associam o colágeno com outras substâncias, as quais, sim, podem ser responsáveis por desencadear reações adversas no organismo. Por isso, aconselha-se uma especial vigilância nos seguintes casos:




  • Intolerância à lactose, já que alguns produtos podem levá-la embora seja simples como excipiente.

  • Diabetes. O tratamento com colágeno hidrolisado está contra-indicado para diabéticos. Isso obriga a monitorar a possível entrada de açúcares na sua composição.

  • Alergia a sucralose, um adoçante de síntese que em ocasiões integra estes suplementos.

  • Hipercalcemia. Em algumas pessoas, foi detectado um aumento dos níveis sanguíneos de cálcio, o que cataloga as situações de hipercalcemia (a partir de 10 mg/dl) entre as de máximo risco, especialmente em se tratando do consumo de colágeno marinho ou de cartilagem de tubarão, muito rico, este último em colágeno, como veremos posteriormente, mas também em cálcio. Neste caso recomenda-se utilizar como fonte de colágeno de origem suíno.

  • Alergia às proteínas de origem animal.

  • Fenilcetonúria ou intolerância à fenilalanina, um defeito de nascimento que impede a ingestão de substâncias que contenham este aminoácido.

Quanto aos efeitos colaterais, podemos dizer que, para que estes façam a sua aparição é necessário ingerir doses de-amur altas que excedem largamente as recomendações do fabricante, e suas manifestações clínicas tendem a basear-se em constipação intestinal, dor torácica, fadiga, náuseas/vômitos e taquicardia.


Finalmente, pode afirmar-se que as injeções locais de colágeno também são susceptíveis de gerar alguns efeitos colaterais, como reações alérgicas no ponto de injeção (algo facilmente evitável mediante um estudo prévio de hipersensibilidade), episódios asmáticos em pessoas afetadas de processos auto-imunes, como o lúpus eritematoso ou migrações da substância inoculada para áreas adjacentes que podem causar deformações no rosto.


Recomendações na hora de tomar colágeno


Quando nos dispomos a consumir colágeno em qualquer de suas apresentações devemos levar em consideração o seguinte:



  • O colágeno injetável cobre um período de atividade na pele de cerca de 3 meses. No entanto, submeter-se a diretrizes de tratamento excessivamente apertadas pode dar lugar a que o organismo adquira um certo grau de “acostumbramiento” que possa afectar a sua capacidade natural de sintetizar. Isso é altamente aconselhável se a uma dieta de alta precisão que promova uma rápida regeneração cutânea.

  • O uso tópico do colágeno em forma de cremes, se bem que produz um efeito hidratante na pele, não é o mais sortudo, já que a taxa de absorção percutânea de colágeno, devido às suas volumosas dimensões moleculares, é bastante escassa. É preferível recorrer a cremes de aloe ou mel de abelha, que atuam como estimulantes naturais da síntese endógena de preços. Não obstante, no caso de terminar a vigorar creme de colágeno, como medida e comparação de sua absorção é aconselhável fazê-lo aproveitando a abertura dos poros da pele após o banho, massageando a área para otimizar aquela.

O pó ou em comprimidos?




  • Os médicos enfatizam a diferença existente entre tomar pílulas de colágeno e suplementos em pó, dando a essas, uma substancialmente menor capacidade de fornecer colágeno. Enquanto que o pó hidrolisado faz gala de a maior facilidade de absorção no trato intestinal, passando para a corrente sanguínea, já nos primeiros lances. E, é claro, é o melhor aliado contra a flacidez da pele e a favor de uma estrutura corporal magra.

  • Cabe adjudicar a opção em pó outra vantagem sobre as cápsulas, e é o fato de que pode ser agregado em sumos, batidos ou caldos contribuindo para gerar uma sensação de saciedade e, indiretamente, para a perda de peso.

  • Claro, deve huirse da compra de produtos à base de colágeno, que não tenham a devida certificação de qualidade. Deixar-se deslumbrar pelo preço pode jogar uma má passada.

Está comprovado que uma dose diária de 10 gramas de colágeno hidrolisado, consumida entre 30 e 60 minutos antes do almoço ou jantar, atende às demandas de uma pessoa adulta que anseia desfrutar de suas prestações em articulações, ossos, unhas, cabelo e pele. A recomendação de tomar os suplementos de colágeno com o estômago vazio busca evitar a concorrência no processo absortivo com outros princípios imediatos, como aminoácidos, monossacarídeos ou ácidos graxos.

disseram todo tipo de barbaridades sobre as dietas low-carb ou baixas em hidratos de carbono, sobretudo para se referir a uma das mais conhecidas, como a Dieta de Atkins. É verdade que ainda há lacunas (embora cada vez menos) sobre sua eficácia e adequação, mas a maior parte do que você pode ler na contra essas dietas, ou é falso ou é um mito.

Lendo Living Low-Carb, o livro do nutricionista Jonny Bowden, provavelmente, o mais completo que existe sobre este tipo de dieta (com a permissão de ” The art and science of low carbohidrate living), consegui encontrar uma interessante compilação de alguns desses mitos que decidi adaptar e reescrever, segundo o meu critério, e que deixo abaixo, na forma da típica lista de “os 10…”. Sim, todos comentados e com estudos e testes, se for o caso.

1. As dietas baixas em hidratos de carbono não são saudáveis porque têm carências de nutrientes
Falso. Provavelmente este mito nasce, porque em algumas etapas de algumas dessas dietas é suprimida a fruta ou os produtos lácteos, como na fase de indução de Atkins, e quem não as conhece bem, confunde-se a parte pelo todo. Mas normalmente são estágios temporários e bastante limitadas, posteriormente se vão incorporando quantidades razoáveis deste tipo de alimentos, vegetais e legumes, produtos lácteos, muita fibra e de produtos hortícolas, de frutas ou frutas baixas em hidratos de carbono com uma certa regularidade. Além de abundância de carne e peixe, claro, quanto mais variedade, melhor. Se são respeitados alguns princípios básicos e faz um bom programa, podem apresentar os mesmos (ou até mais e melhores) nutrientes do que qualquer outra dieta equilibrada.

2. Os carboidratos são necessários
Falso, especialmente quando nos referimos aos refinados. Este mito talvez esteja relacionado com o fato de que o nosso cérebro precisa de cerca de 120 gramas de glicose por dia. Mas são de glicose, e não de carboidratos, e costuma-se pensar que é o mesmo. O nosso metabolismo tem muitas formas de obter esta glicose, além de, através dos hidratos de carbono. Não só para o cérebro, para obter energia para todo o corpo e por meio de outros alimentos, utiliza diversos e variados mecanismos. Os alimentos que só contribuem com carboidratos “vazios” (massas, pão branco, açúcar, etc.) são uma fonte pura de energia, mas geram as respostas hormonais (principalmente por parte da insulina) que fazem engordar a muitas pessoas. Realmente não são absolutamente necessários. No entanto, uma falta absoluta de qualquer um dos outros dois macronutrientes, proteínas ou gorduras, tem inúmeros efeitos adversos sobre a saúde, como demonstram muitos estudos.
– Dietary Reference Intakes for Energy, Carbohydrate, Fiber, Fat, Fatty Acids, Cholesterol, Protein, and Amino Acids.

3. As dietas baixas em hidratos de carbono são menos eficazes para perder peso do que as baixas em calorias
Falso, mas depende para o que chamaremos de eficácia. Apesar de existirem estudos com resultados muito diversos, vendo a globalidade poderia dizer-se que as conclusões são as seguintes: A curto prazo (poucas semanas), as que mais fazem perder peso são as baixas em hidratos de carbono. A médio prazo (meses), a diferença na perda de peso entre as baixas em hidratos de carbono e as de baixas calorias se torna desprezível. A questão é o Que acontece a longo prazo (anos)? Não há estudos conclusivos que comprovem que uma dieta tem mais ou menos grau de abandono do que outras a tão longo prazo.
– Um estudo clínico de comparison of reduced fat and reduced carbohydrate hypocaloric diets on intrahepatic fat in overweight and obese human existir a probabilidade.
– A Low Carbohydrate as Compared with Low-Fat Diet in Severe Obesity
– Comparison of the Atkins, Zone, Ornish, and LEARN diets for change in weight and related risk, brazil among overweight premenopausal women: the A-TO-Z Weight Loss Study: um estudo clínico experimental
– Comparison of a low-fat diet to a low-carbohydrate diet on weight loss, body composition, and risk, brazil for diabetes and cardiovascular disease in free-living, overweight men and women.

4. As dietas baixas em hidratos de carbono têm um alto índice de abandono e risco de efeito rebote
Pode ser real… mas para todas as dietas. Se você volta a comer mal, se recupera o peso perdido e mais ainda, se faça a dieta que se faça. Os nutricionistas sempre se apressam em dizer em seus comunicados que 80 ou 90% das pessoas que fazem este tipo de dieta recuperam seu peso inicial, e frequentemente mais (o chamado efeito rebote), de um ou dois anos. Pode ser, mas nunca li nenhuma estatística sobre o grau de abandono de outras dietas, sejam quais forem, porque provavelmente seja o mesmo, ou maior. Não existe nenhum estudo (ou pelo menos eu não conheço) que demonstre que a muito longo prazo umas dietas têm mais sucesso que outras. Minha opinião pessoal é que o dia que fizerem um estudo global sobre se verá que as dietas baixas em hidratos de carbono são as que menos fracassos têm, mas de momento não é mais que minha opinião. O mais relacionado com este tema pode ser visto em alguns estudos recentes que analisam a sensação de fome e os anseios ou desejos para diferentes tipos de dietas. E saem ganhado as baixas em hidratos de carbono.
– Change in food ânsias, food preferences, chinese democracy and during a low carbohydrate and low-fat diet
– The effects of low carbohydrate ketogenic diet and low-fat diet on mood, hunger, and other self-reported symptom

5. As dietas baixas em hidratos de carbono provocam mal-estar e sintomas desagradáveis
Verdadeiro, mas apenas em ocasiões e de forma muito limitada. Estes são os possíveis problemas e suas soluções:
– Prisão de ventre: O sofrem algumas pessoas ao começar este tipo de dieta. Ao de alguns dias se resolve e ajuda a comer mais fibra durante esse período.
– Tonturas, náuseas, cãibras: Acontece às vezes no início e costuma desaparecer em breve. Se contraria com facilidade, bebendo muita água e tomar o caldo (sal) de vez em quando (náuseas, devem-se a um pequeno desequilíbrio de sódio).
– Mau hálito: Costuma ocorrer em dietas muito baixas em hidratos de carbono, por remoção por incentivo dos corpos cetónicos. Resolve ir aumentando os carboidratos e se atenua com uma higiene bucal mais frequente.

6. As dietas baixas em hidratos de carbono provocam perda de cálcio e massa óssea
Falso. A origem deste mito se deve ao fato de que as pessoas que seguem dietas altas em proteínas está muito cálcio na urina, o que pode implicar perda de cálcio. No entanto, o que os estudos demonstram é precisamente o contrário, que as pessoas com mais massa óssea são as que ingerem maior quantidade de proteínas devido a que a absorção do cálcio é mais eficaz (apesar de também ser ejectado pela urina).
– Dietary protein, calcium metabolism, and skeletal homeostase revisited
– Effect of Protein Intake on Bone Mineralization from Weight Loss

7. As dietas baixas em hidratos de carbono produzem sobrecarga nos rins
Falso. Esse erro deriva de que, em alguns casos, do funcionamento renal deficiente, um dos tratamentos que o alivia é reduzir a ingestão de proteínas. Mas isso não significa que renal normal, a ingestão de proteínas, o sobrecarregue, nunca foi observado. Se você tem uma lesão no pé, é recomendável andar um pouco para aliviar o desconforto, mas será que isso significa que se você tiver o pé perfeitamente também é melhor andar logo? Pois, isso.
– The Impact of Protein Intake on Renal Function Decline in Women with Normal Renal Function or Mild Renal Insufficiency
– Controlled changes in chronic dietary protein intake do not change glomerular filtration rate
– Changes in renal function from weight loss induced by high vs low-protein low-fat diets in overweight existir a probabilidade.

8. A cetose é perigosa
Falso. A cetose é um processo com o qual o nosso corpo obtém energia em condições de pouca glicose e baixa insulina, ou seja, de dietas muito baixas em hidratos de carbono. É um fenômeno absolutamente normal e que o nosso metabolismo recorre com freqüência. A dieta cetogênica, que produz cetose, que tem inclusive aplicações terapêuticas. Por exemplo, é usado há décadas para reduzir os ataques epilépticos e em alguns estudos foi associado à redução de fatores de doença cardiovascular. O mito de sua periculosidade, provavelmente, vem de confundi-lo com a cetoacidose diabética, que tem certa semelhança no nome e forma. Este outro perigoso processo podem sofrer as pessoas com diabetes tipo I ocorre em condições de altos níveis de glicose e ausência de insulina, em que os níveis de corpos cetónicos são tiradas e por não ser utilizados para obter energia, tornam-se tóxicos.
– Dieta cetogênica para a epilepsia.
– Um estudo clínico experimental comparing a very low carbohydrate diet and a calorie-restricted low fat diet on body weight and cardiovascular risk in brazil healthy women.
9. As dietas baixas em hidratos de carbono aumentam o colesterol e o risco de doenças cardiovasculares
Falso. Normalmente o raciocínio dos críticos se baseia em que se comer mais gorduras e colesterol, aumenta o nosso colesterol no sangue e, portanto, também o risco de doenças cardiovasculares. Vamos por partes:
– Os estudos mostram que as dietas baixas em carboidratos melhoram significativamente os níveis de triglicérides, notadamente os de colesterol bom e mantêm ou, em alguns casos (a minoria), elevam-se algo, os de mau colesterol. De fato, são mais eficazes do que as dietas baixas em gordura em reduzir os triglicéridos.
– Portanto, embora pareça estranho, comendo mais gordura e menos carboidratos os indicadores de risco cardiovascular (que não incluem somente o colesterol) melhoram significativamente.
– Ao contrário do que ainda se costuma ouvir da boca de muitos médicos, em numerosos estudos foi observado que a quantidade de colesterol que ingere não está relacionada com os índices de riesg cardiovascular ou risco da epidemiologia.
– Os estudos que relacionam o aumento do colesterol com a ingestão de gorduras não separam o efeito das gorduras saturadas e as gorduras trans. E em que foi analisado apenas o efeito apenas de gorduras trans, tem-se observado que elevam consideravelmente o colesterol. Assim que, provavelmente, esta última seja a “culpada” da hipercolesterolemia de grande parte da sociedade ocidental.
– Dietary fat and risk of coronary heart disease in men: cohort follow-up study in the United States
– Dietary cholesterol does not increase biomarkers for chronic disease in a pediatric population from northern Brazil.
– Dietary cholesterol provided by eggs and plasma lipoproteins in healthy populations.
10. As dietas baixas em hidratos de carbono aumentam o risco de cáncerFalso, pelo menos, dito assim. Os estudos têm demonstrado relação entre a ingestão de carne vermelha e carnes processadas e o câncer de cólon. Mas não há estudos que analisem esta relação em uma dieta baixa em carboidratos. De qualquer forma, para minimizar esse risco, basta controlar a quantidade deste tipo de carne e combiná-lo com ave, coelho e, acima de tudo, com muito peixe, para o que se achou a relação inversa (reduz o risco). Sem esquecer a imprescindível fibra, que nos chega da mão de frutas, vegetais e legumes, que também demonstrou ter essa virtude de protecção e reduz o risco perfeitamente, como mostram as últimas pesquisas.
– Cambridge University Epic cancer project key findings.

Atualização:

Este post é antigo, se você se interessa pelo tema criei um blog específico com centenas de artigos de acesso livre em que recolho e comentou os recentes estudos sobre alimentação e saúde. Pode aceder a partir deste link e a uma série de posts sobre dietas baixas em hidratos de carbono a partir deste outro link.

Share

Certeza que você já ouviu alguma vez sobre as dietas baixas em hidratos de carbono, como a famosa dieta de Atkins, a dieta da Zona ou a dieta de South Beach.

Muitas pessoas têm seguido, em algum momento, esse tipo de dieta para perder peso, e se bem que podem dar resultados muito bons, há que ter em conta alguns detalhes para evitar o efeito rebote e para que não tenha consequências negativas para a saúde.

Neste artigo você verá algumas dicas sobre as dietas baixas em hidratos de carbono, exemplos de menus e como fazer para aproveitar ao máximo a sua eficácia.

O que são carboidratos?

Os hidratos de carbono são um tipo de alimentos que fornecem energia imediata ao organismo. Uma dieta saudável deve sempre conter uma certa quantidade de carboidratos, pois são nutrientes essenciais para o bom funcionamento do corpo.

No entanto, a maioria das pessoas ingieran carboidratos em excesso e as calorias em excesso acumulam-se na forma de tecido adiposo, causando excesso de peso e obesidade. Por isso, as dietas baixas em hidratos de carbono são úteis para perda de peso, mas é importante não reduzir demais a ingestão deste tipo de alimentos.

Dietas Baixas Em Carbohidratos3

Tipos de carboidratos

Basicamente, existem dois tipos de carboidratos: os simples e os complexos.

Os carboidratos simples ou açúcares refinados são digeridas rápido e aumentando, de repente, os níveis de açúcar no sangue. São encontradas no pão branco, arroz branco, todo o tipo de bolos, biscoitos, bolachas e outros produtos de panificação feitos com farinha de trigo. Também estão presentes em doces, chocolates, sobremesas e todo o tipo de pastelaria.

Os carboidratos simples são os que se devem reduzir drasticamente a dieta baixa em carboidratos.

Os carboidratos complexos são digeridos lentamente e não se equiparam com tanta rapidez no corpo, de modo que não se transformam com tanta facilidade em depósitos de gordura. Os carboidratos complexos são os que se encontram em frutas, verduras, legumes, cereais, grãos e sementes.

Os carboidratos complexos também fornecem fibras, vitaminas e minerais muito importantes do ponto de vista nutricional.

As dietas baixas em hidratos de carbono também reduzem a ingestão de carboidratos complexos, embora, como referido anteriormente, não é conveniente eliminá-los por completo da dieta para evitar consequências negativas, como a falta de energia, mau humor e efeito rebote.

Dicas para manter uma dieta baixa em carboidratos saudável

Estas são algumas dicas importantes a ter em conta se você seguir uma dieta baixa em carboidratos:

1. Incluir duas fatias de pão integral no café da manhã

Embora esteja seguindo uma dieta baixa em carboidratos, seu corpo precisa de obter energia rapidamente a partir de carboidratos, especialmente durante a manhã, para evitar a perda de massa muscular. Comer duas fatias de pão integral no café da manhã não engorda e, além disso, ajuda a que se sinta melhor durante o dia e a evitar as tentações da tarde e da noite.

Dietas Baixas Em Hidratos De Carbono 1

2. Pequeno-almoço abundante de proteínas

As dietas baixas em carboidratos incluem uma boa quantidade de proteínas em quase todas as refeições, mas é especialmente importante consumir uma grande parte deste tipo de alimentos durante o café da manhã.

As proteínas ingeridas pela manhã ajudam a acelerar o metabolismo e, dessa maneira, seu corpo queimará maior quantidade de calorias e bajarás de peso mais rapidamente.

Dietas Baixas Em Carbohidratos7

3. Inclui frutas e legumes

As frutas e os legumes também contêm hidratos de carbono, no entanto, são carboidratos complexos, que são digeridos lentamente e é pouco provável que se tornem depósitos de gordura.

Por outro lado, as frutas e legumes fornecem fibras, vitaminas e minerais, e são baixos em calorias, por isso devem estar presentes mesmo em dietas baixas em carboidratos.

No lanche e no jantar, inclua legumes e frutas de baixo teor em açúcar, como alface, tomate, maçã, laranja, acelga, espinafre, pepino, etc.

Evitar o consumo de batatas, batatas-doces, beterraba, cenoura, rabanetes, legumes, cereais refinados e frutas como banana, uva e melancia, por seu elevado conteúdo de hidratos de carbono.

Dietas Baixas Em Carbohidratos8

Alimentos baixos em hidratos de carbono

Em uma dieta baixa em carboidratos é restringem os alimentos ricos neste tipo de nutrientes, mas quais os alimentos que você deve consumir em seu lugar? A resposta é: refeições ricas em proteínas e com um certo teor de gorduras, que ao mesmo tempo têm muito escasso ou nulo teor em açúcares.

Estes são os alimentos permitidos nas dietas baixas em carboidratos:

4. Carnes

As carnes vermelhas magras, peito de frango ou peru e os peixes são as carnes recomendadas, pois além de conter altos níveis de proteína, são alimentos de baixo teor de gordura.

Os frutos do mar também podem ser incluídos em uma dieta baixa em carboidratos, mas sempre tendo em conta que as ostras contêm alguns.

5. Ovos

Cozidos, assados ou cozidos, os ovos também são ricos em proteínas e são ideais para perder peso. Quem tem problemas de colesterol alto devem incluir apenas a clara de ovo em suas dietas.

Dietas Baixas Em Carbohidratos5

6. Queijos

Até 50 g de queijo por dia, preferencialmente no café da manhã.

7. Gorduras

Em qualquer dieta para perder peso devem estar ausentes as gorduras saudáveis. As dietas baixas em hidratos de carbono é permitido incluir um par de colheres de sopa diárias de manteiga, maionese, azeite ou creme, de preferência no café da manhã.

Exemplo de menu semanal

Aqui vai um exemplo do que poderia ser o menu semanal em uma dieta baixa em carboidratos:

Segunda-feira:

  • Café da manhã: Iogurte light com mirtilos e um punhado de amêndoas. Duas torradas de pão integral com queijo creme.
  • Almoço: Omelette de legumes.
  • Lanche: uma porção de fruta.
  • Jantar: hambúrguer com queijo (sem pão), acompanhada de legumes.

Terça-feira:

  • Pequeno-almoço: Ovos com bacon e um par de fatias de pão integral.
  • Almoço: Frango grelhado com salada
  • Lanche: um punhado de amêndoas
  • Jantar: Peixe no forno com legumes

Quarta-feira:

  • Pequeno-almoço: Ovos fritos com legumes
  • Almoço: Salada de camarões com uma colher de sopa de azeite de oliva
  • Lanche da tarde: salada de frutas
  • Jantar: carne magra grelhada com salada

Quinta-feira:

  • Pequeno-almoço: Churrasco grelhado. Um par de torradas de pão integral.
  • Almoço: Batido de leite de coco, frutas vermelhas, amêndoas e proteína em pó.
  • Lanche: uma porção de frutas
  • Jantar: Sala a manteiga com salada

Sexta-feira:

  • Café da manhã: pedaços de frango saltados com legumes. Duas torradas de pão integral.
  • Almoço: Salada de legumes várias com queijo.
  • Lanche: um punhado de nozes
  • Jantar: costeletas de porco com legumes.

Segunda-feira:

  • Café da manhã: Salada de legumes com ovos cozidos
  • Almoço: Almôndegas com legumes ao forno
  • Lanche: uma porção de iogurte light com frutas
  • Jantar: Peixe grelhado com salada.

Domingo:

  • Café da manhã: Torradas de pão integral com atum e queijo creme
  • Almoço: Bife grelhado com cebola e pimentão
  • Lanche: uma porção de frutas.
  • Jantar: Ovos mexidos com legumes.

8. Lanches saudáveis

No caso de sentir fome entre uma refeição e a seguinte, você pode comer qualquer um dos seguintes sanduíches:

9. Dicas para começar uma dieta baixa em hidratos de carbono

Começar uma nova dieta nem sempre é tão fácil como parece. Eis algumas dicas para que você comece o seu plano da melhor maneira possível e evitar as tentações.

  • Verifique o seu armário. E livra-te dos alimentos ricos em hidratos de carbono. Se você tem biscoitos, doces, arroz branco ou batatas guardadas em seu armário, dónalas ou livrar-se delas de alguma forma.
  • Leia as etiquetas. A maioria dos sanduíches embalados têm um elevado conteúdo de hidratos de carbono. Leia o rótulo de todos os alimentos embalados que planeja comprar e, se têm muitos carboidratos, melhor deixá-los na prateleira.
  • Faça uma lista de compras. Não é uma boa idéia ir ao supermercado sem uma lista de compras bem estabelecida. Anote todos os alimentos de baixos hidratos de carbono que você precisará para o seu plano semanal e não compre nada que esteja fora da lista.
  • Deixa, à primeira vista, os alimentos de baixos hidratos de carbono. Quando você abrir a porta do refrigerador ou da despensa, a primeira coisa que você deve encontrar são os alimentos certos para o seu plano, e evitar tentações.
  • Pense no que você pode comer, em vez de se concentrar em alimentos que você tem restritos.
  • Beba muita água. A água hidrata o seu corpo, aumenta a sensação de saciedade e, desta forma, ajuda a perder peso. Evite as bebidas açucaradas e os sucos de fruta.

10. Avisos

Antes de começar uma dieta baixa em carboidratos, você deve consultar seu médico. As dietas ricas em proteínas podem estar contraindicadas em pessoas com problemas renais.

Um regime muito baixo em carboidratos pode fazer você se sentir com falta de energia ou com mau humor. Se, apesar de incluir duas torradas no café da manhã você tem esses sintomas, você pode acrescentar mais frutas ao seu plano alimentar.

Depois de ter seguido uma dieta baixa em hidratos de carbono durante um par de meses, convém que concurras ao médico para fazer uma revisão geral de sua saúde, incluindo a análise de sangue. É sempre melhor estar seguro de que tudo está bem.

Alguma vez você já se tem a sensação de que tinha tido o suficiente de hidratos de carbono? Um olhar para essa foto infeliz com a graxa errada no lugar errado fará com que você quer se livrar dos hidratos de carbono fora de sua dieta para sempre

Mas há outra solução simples -. Um alto valor de proteína, dieta baixa em carboidratos, que tem um efeito de queima de gordura, e tem feito maravilhas para muitos !. Continue a ler para saber mais

alto valor protéico da Dieta baixa em carboidratos:

Para todos aqueles que procuram perder peso, existem dois lados da moeda. Em primeiro lugar, reduz a quantidade que consome e, em seguida, a queimar o que está armazenado em forma de gordura teimosa. Uma proteína de alta e dieta baixa em hidratos de carbono ajuda a atingir exatamente esses objetivos sem fazer muitas mudanças em seu estilo de vida.

A dieta ganhou muita popularidade nos últimos tempos, com a sua eficácia no impulso ao início de metabolismo do corpo. Isso acontece através da redução da ingestão de hidratos de carbono que o corpo (e de calorias), enquanto que o aumento de proteínas, gorduras saudáveis e o consumo de fibra.

De acordo com a pesquisa, a tal dieta melhoria dos resultados de saúde e evitou problemas como a obesidade e a diabetes tipo 2 ( 1). Uma dieta alta em proteínas normalmente compreende porções generosas de ovos, aves de capoeira, carne, peixe, camarão, queijo com baixo teor de gordura, tofu, vegetais de folhas verdes, feijão, nozes, cenoura, iogurte e muito mais. O que a dieta não permite itens alimentares e bebidas açucaradas (2).

Aqui estão as dez interessantes alto conteúdo em proteínas receitas da dieta baixa em carboidratos para você. Dê uma olhada!

1. Clara de ovo Frittata:

Os ovos, a frittata lhe dão mais de 20 g de proteína. Não só é fácil de fazer, mas frittata a clara de ovo também pode cozinhar para um grande número de pessoas

Ingredientes:.

8 claras de ovo

espinafre

Meia xícara de queijo feta desfiado

¼ De cebola picada

pimenta do reino

Salt

1 pimenta verde picada

1 pimentão vermelho picado

2 colheres de sopa de azeite de oliva

Preparação:

Como pré-aquecer o forno, adicionar o azeite de oliva em uma frigideira média, em fogo lento.

pimentões e cebolas, Refogue por 7 minutos, até que amoleçam, em seguida, polvilhe com sal e pimenta.

Agora despeje as claras de ovo na mistura e cozinhe por três minutos. Polvilhe o espinafre e queijo feta na parte superior.

Mantenha a panela aberta no forno e deixa-se cozer durante cerca de 10 minutos.

Uso de uma espátula de borracha, se tiram as bordas frittata e investem em um prato. Servir.

2. Baixa em carboidratos caçarola:

Esta é uma variação da caçarola típica que lhe dá ao menos 35gm de proteínas por apenas 6gm de carboidratos e 500 calorias em uma única porção

. ingredientes:

1 quilo de salsicha de pequeno-almoço

11 ovos

picados 2 xícaras de couve-flor

1 pimentão vermelho picado

¾ Lb bacon

1 colher de molho de pimenta

1 xícara de queijo cheddar

O alho em pó

sal e pimenta do reino

Preparação:

Cozinhe a linguiça e o bacon em uma frigideira untada, em forno pré-aquecido a consistência desejada. Pique em pedaços de 1 polegada.

vapor a couve-flor até que esteja macia durante 5-8 minutos. Em seguida, refogue os pimentões, cebolas e outros vegetais em uma panela.

Stir as verduras juntamente com salsicha, toucinho e temperos.

Após a divulgação desta mistura na frigideira, despeje bater os ovos com molho picante.

voltar a encher com queijo. Asse a frigideira até que o queijo tenha derretido.

3. Iogurte Cantaloupe Bowl:

Nada diz de saúde melhor do que o rico bacia de melão proteínas, nutritiva. iogurte grego é uma grande fonte de proteínas e este tigela de iogurte melão tem menos de 150 calorias por 20 g de proteína

Ingredientes:.

Não-gordura iogurte grego

A metade de melão

1 colher de mirtilos frescos

1 colher framboesas frescas

1 colher de sementes de pepita prima

Preparação:

Pegue a metade de melão e tire todas as sementes de seu centro. Preencher esse espaço com o iogurte grego sem gordura.

Adicionar os morangos e framboesas para a parte superior do iogurte e polvilhe sementes de pepita em torno deles.

Ser feito com uma colher e simplesmente recolher as picadas da casca.

4. Limão e dill frango:

limão e dill frango é muito saborosa, mas muito baixa em calorias. O frango confortavelmente a cuidar de suas necessidades de proteínas

Ingredientes:.

4 sem pele, peito de frango sem caroço

¼ De xícara de cebola picada

3 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem

3 dentes de alho picado

dill

Farinha
caldo de frango
1 xícara de coentro fresco dividida (sódio reduzido)

sal, pimenta do reino moída na hora

1 colher de suco de limão

Preparação:

Uso do sal e da pimenta, peito de frango temporada para cada lado. Cozinhe o frango em 1 ½ colher de chá de óleo em uma frigideira grande por 3 minutos até que doure.

Coloque o frango em um prato e coloque em um papel alumínio.

Adicionar o restante do azeite na frigideira, abaixe o fogo e alho e cebola, agitando durante 1 minuto. Adicionar 1 colher de sopa de endro, o suco de limão, a farinha e o caldo para a panela.

Cozinhar por 3 minutos até que a mistura engrosse.

Agora, frango voltar para a panela e deixe ferver em fogo lento durante 5 minutos até que o frango esteja bem cozido.

Coloque o frango em uma bandeja diferente. molho de encaixe com sal, pimenta e agora colher sobre o frango.

5. Tofu Scramble:

Este é um prato que se pode guardar para comer sempre que quiser

Ingredientes:.

2 blocos de tofu firme

1 cebola pequena picada

óleo 2 colheres de sopa de sementes de uva

1 finamente picada, pimenta vermelha

1 finamente picada pimenta verde

O cominho, Portugal
Coentro

A cúrcuma

1 lata de feijão preto escorrido

pimenta moída na hora, sal

1 lata de feijão preto escorrido

5 aqueceu tortillas de trigo integral

alho-poró em rodelas

cheddar ralado

picada abacate

molho

Preparação:

Linha de uma placa com várias toalhas de papel e o lugar de tofu. Bater o queijo de soja, utilizando um espremedor de batatas.

Em fogo médio, adicione os pimentões e as cebolas no óleo aquecido em uma frigideira grande.

Cozinhe até que estejam macios. Adicione o cominho e o coentro, mexa até que estejam perfumadas.

Agora adicione o tofu, feijão e a cúrcuma, agitando com frequência. Cozinhe durante 3 minutos até que é quente e depois temperado com sal e pimenta.

Servir as tortillas mexidos com forro

6.. Salmão grelhado:

O salmão é uma boa fonte de gorduras saudáveis, juntamente com muitas proteínas com poucas calorias

Ingredientes:.

4 filés de salmão selvagem

¼ De xícara de molho de soja reduzida de sódio

¼ De interesse

¼ Mirrin

gengibre fresco picado

açúcar

fatias finas de limão

Preparação:

Deixe de molho de um quadro de grelhar por 4 horas em água.

Enquanto isso, pegue uma panela e ferver o gengibre, a cebolinha, o mirin, o saquê, o açúcar e o molho de soja. Deixar esfriar.

Em um prato fundo, despeje a marinada sobre o salmão. Com rodelas de limão na parte superior, e deixar marinar na geladeira por 30 minutos.

Agora, coloque a prancha embebido em fogo direto da grelha pré-aquecida.

Coloque o salmão em prancha quente, junto com rodelas de limão na parte superior. Feche a tampa e deixe cozinhar até 15 minutos.

7. Panquecas de proteínas:

Estas são uma ótima maneira de economizar tempo ao que lhe permite pacote da proteína

Ingredientes:.

4 claras de ovo

Meia xícara de queijo baixo em gordura Rural Fotos
Meia xícara de flocos de aveia

extrato de baunilha pura

Little fermento em pó

Preparação:.

Misturar as claras de ovos, queijo cottage, extrato de baunilha, a aveia e o fermento em pó

em uma frigideira pré-aquecida, cozinhe a mistura em fogo médio-baixo.

Deixar cozer até que a mistura de bolhas.

Vire a omelete e deixe cozinhar por mais um minuto.

Servir as panquecas remataron com uma banana em rodelas ou frutas frescas.

8. O atum de Panini:

Por sua parte de proteína, um sanduíche de atum é extremamente baixo em calorias e carboidratos. Você pode ter uma vantagem de ómega 3 e fibra

Ingredientes:.

2 latas de atum escorrido

1 tomate picado

2 colheres de sopa de cebola vermelha picada

2 colheres de marinado, corações de alcachofra picados

Little queijo feta desfiado

1 colher azeitonas picadas

O suco de limão

alcaparras picadas

O óleo de canola

fatias de pão

Preparação:

atum em flocos em uma tigela média. Adicionar a cebola, o tomate, o queijo feta, azeitonas, alcachofras, suco de limão, alcaparras e pimenta. Misturar.

Use a mistura de atum ao distribuídas em 4 fatias de pão.

óleo de canola em uma frigideira anti-aderente. Coloque duas Panini em uma frigideira frigideira e meio em sua parte superior. Cozinhe até que doure de um lado e depois volta Panini.

9. Requeijão fruta:

O requeijão é uma fonte rica de proteínas e é uma opção ideal para tomar um aperitivo no ir

Ingredientes:.

1 xícara de queijo baixo em gordura Rural Fotos
amêndoas

mirtilos secos

Taça de pêssegos em lata metade

Preparação:

Em uma tigela, misture o queijo, nozes, uvas-do-monte e damascos secos

Sirva com uma colher

10.. . Shake de proteínas:

O que uma dieta rica em proteínas e sem um shake de proteínas? Este batido feito em casa é ideal para complementar uma dieta alta em proteínas, baixa em carboidratos

Ingredientes:.

O leite de baixo teor de gordura

banana picada

-iogurte com baixo teor de gordura

A manteiga de amendoim

As frutas congeladas

A proteína em pó

Preparação:

Despeje o leite em um liquidificador e adicione meia xícara de iogurte.

Adicionar uma xícara de frutas congeladas de variedades mistas, como morangos e mirtilos.

Adicionar a metade banana e mistura picada.

O uso deste tipo de receitas, o que sem dúvida pode se livrar desses calorias. Você conhece algum receitas mais elevada de proteínas e baixas em hidratos de carbono? Compartilhe com a gente na caixa de comentários abaixo.

Um pedido de desculpas de antemão! Você não tem que beber. Além de que engorda canhão e nos faz tomar decisões erradas (como diz a avó eleito presidente por Uma mulher que bebe é uma mulher possível..!): é a causa de muitas mortes, direta ou indiretamente; lenta ou rapidamente. Por exemplo, nos Estados Unidos, há 88,000 mortes ao ano causadas por acidentes ou violência relacionadas com o consumo de álcool . E seguro no México por lá andamos.


A chave é a moderação, porém, em substâncias que naturalmente são viciantes e que, além disso, um de seus efeitos imediatos é não poder tomar decisões sensatas (don’t drink and dial or tweet); é muito fácil cair em excessos. Outro dado: em E. U. A. os bebedores “duros” (bêbados) consomem 75% do álcool total que se bebe nos EUA. Ai lhes encomenda..!


Um dos grandes mitos atuais (verdades com meias) é o rolo dos antioxidantes do vinho tinto e os seus benefícios. Você tem antioxidantes: flavonóides e resveratrol? Sim! Mas, de acordo com um artigo publicado por médicos da Clínica Mayo: “os benefícios de beber vinho tinto por seu conteúdo de flavonóides -antioxidantes que ajudam a prevenir doenças cardíacas, ao subir as HDL (lipoproteína de alta densidade, o colesterol bom): Poderia ser o mesmo que daria a beber cerveja, vinho branco ou algum outro licor.


Mesmo assim, em relação ao resveratrol faltam muitos estudos ainda como para definir como uma realidade contundente todos os seus benefícios. Não há pesquisas feitas em humanos que comprovem todos os efeitos relacionados com a saúde cardiovascular (diminui o LDL –colesterol ruim – e aumenta o HDL); e melhora a função da insulina. E de acordo com os estudos conduzidos, esses efeitos duram apenas pouco tempo depois de ter bebido o vinho, não a longo prazo. De fato, há um estudo que diz que este poderia reduzir os efeitos positivos do exercício em idosos.


O veja! Em relação ao teor de resveratrol; foram analisados 40 vinhos da Toscana e concluiu-se que:
• 1 litro de vinho tinto tinha uma concentração de 0.3 2.1 mg VS
• 2 xícaras de uvas vermelhas são de 0.24 ao 1.25. Quase o mesmo! Sem o efeito de tomar 1 litro de vinho ¡bom!!!! Para que se dê uma idéia, as garrafas de vinho tinto são de 750ml.


Por isso, se você realmente se interessam os benefícios do resveratrol, pode muito bem comer uvas vermelhas, tomar suco de uva, ou outros alimentos que naturalmente têm essa substância como: amendoim, mirtilos, framboesas, amoras e cranberries (mirtilo citrinos) sem ter que tomar uma gota de álcool!


Tanto a American Heart Association e o Instituto Nacional do coração, pulmão e sangue dos EUA NÃO sugerem a alguém que comece a beber pelos benefícios cardiovasculares.


Agora, as quantidades moderadas e que chegam a ser recomendadas são:
• Para as mulheres, no máximo 3 copos / drinques em um dia, ou menos de 7 por semana.
• Homens 4, ou 14 a semana.
As mulheres fisiologicamente lhes “cola” mais forte, porque, tecnicamente, pesam menos e seu corpo tem menos água para que o álcool seja diluído.


Quanto engorda!


Para que se dê uma idéia:
Uma xícara de uvas ou mirtilo tem 60kcal, um índice glicêmico de 43 (baixo)


Enquanto que qualquer bebida tem índice glicêmico muito alto de cerca de 100 calorias:


• 1 cerveja (lata 350ml) 153 kcal
• 1 taça de vinho tinto (120ml) 90kcal
• 1 copo de vinho branco (100ml) 160 kcal
• 1 taça de vinho espumante ou champagne (150ml) 100kcal


• 1 caballito (55ml), tequila, whisky, vodka ou conhaque 150 kcal


• E o copo misturador (refrigerante ou suco) 120kcal de pura açúcar


Nota: As calorias do álcool são vazias ¡ZERO nutrientes!


Assim que, se por mais que treina e faz dieta, não baixas pode ser porque você vai de antro ou para jantar e beber todos os fins –pelo menos-. E se o estar FIT não se convence de deixar ou “diminuir” o “chupe” checa todos os efeitos de consumir em excesso.


Ah! E se bebe vinho tinto “por saúde e os antioxidantes” eu já te dei opções mais saudáveis, que não te incha, e acima de tudo como diz Martha Não afetam o seu cérebro e a habilidade de raciocinar!

Já sabe o que é o câncer, como deve fazer uma ciência quanto. É importante também saber para onde ir em caso de que sospeches que algo não está em ordem, ou simplesmente para ir a fazer uma revisão médica mais profissional.


A partir dos 25 anos, você deve começar a fazer um exame clínico todos os anos. Isso quer dizer que você tem que ir com o seu ginecologista para se certificar de que está saudável.


Lee: o Que é o câncer de mama


Quando fizer 40 anos, deverá se tornar uma mastografía que, juntamente com a ciência e a revisão clínica, é uma das maneiras mais eficientes de detectar esse tipo de câncer a tempo.


O que é e para que serve?


A mastografía, diz a Dra Ana Paula Sanmartín, é um estudo radiológico padrão para diagnosticar o câncer de mama. Tem dois objetivos: triagem e diagnóstico.



  • Triagem: é feita para as mulheres que não têm sintomas, mas que começam a ter fatores de risco, como a idade, para desenvolver o câncer. Dos 40 aos 49 deve realizar este estudo, a cada dois anos, a partir dos 50, você tem que fazê-lo a cada ano.

  • Diagnóstico: uma vez que já foste ao médico e ele suspeita que pode ter câncer, a mastografía é o método mais eficiente para diagnosticarlo e planejar o tratamento.

Se você ainda não tem um médico de família ou ginecologista, recomendamos ir para a clínica de saúde mais próxima para poder obter atenção, sem nenhum custo.


O que fazer quando o diagnóstico é positivo?


O seu médico dir-lhe-á o plano de ação e de tratamento. Mas para que você saiba, você deve se referir aos Centros Estaduais de Câncer (CEC) para levar um seguimento e tratamento gratuito. No México, temos 27 entidades de CEC, dois na Cidade do México:


–Hospital Geral do México


–Hospital do México, México


Ambos são lugares profissionais e com padrões muito elevados de atenção.


Além disso, o governo tem programas de iniciativa para apoiar as mulheres que sofrem com esta doença. Aqui deixamos alguns:



  • Instituto de Mulheres da CDMX: é um organismo público que tem um programa de atenção integral do Câncer de Mama. O que oferece atenção é grátis para mulheres que não têm seguro social, para a detecção e tratamento desta condição.


  • FUCAM: sua missão é o diagnóstico, tratamento e acompanhamento especializado do câncer de mama. fucam.org.mx


  • Fundação Luis Pasteur: dedicado a diversas ações para a detecção de Câncer de colo do útero, Mama e cegueira por Glaucoma. fundacionpasteur.org


  • Salvati: é uma fundação dedicada à recuperação do paciente com câncer. Eles têm uma equipe de médicos especialistas focado em atender a pessoas com recursos limitados. Oferece um programa abrangente que ajuda tanto aos pacientes como aos seus familiares a melhorar a sua qualidade de vida. salvati.org.mx


  • Cimab: fundação, formada há 14 anos. Ajudam com preços especiais em estudos de diagnóstico, de apoio emocional, doações de mastografías, ultra-som mamários, próteses, perucas ou mangas de linfedema e muitas coisas mais.


  • Comesama: Coligação Mexicana para a Saúde Mamaría (COMESAMA) reúne 22 organizações da sociedade civil dedicadas à luta contra o câncer de mama e a saúde reprodutiva do México. Clique aqui para ver a lista das fundações que podem te ajudar em toda a República.

Se você está filiada ao Seguro Popular também podem te ajudar. Baixe aqui um guia que pode te orientar mais.


Você não está sozinho!

Sendo útil para a saúde em por norma geral, o Max Detox é um poderoso detox que atua especialmente na hora de perder o peso de modo rápida sem riscos desnecessários.

data:image/jpeg;base64,/9j/4AAQSkZJRgABAQAAAQABAAD/2wCEAAkGBxASEhUQEBEWFhUWFhUWFxgVFhgXFxcVFRUWGBUWFRUYHSghGBolGxcVITEhJSkrLi4uFx8zODMtNygtLisBCgoKDg0OGxAQGy8mICUtLS0tLS8vLS8tLS0tLS0tLS0tLS0vLS8tLSstLS0tLS0tLS0tLS0tLS0tLS0tLS0tLf/AABEIAOEA4QMBIgACEQEDEQH/xAAbAAACAgMBAAAAAAAAAAAAAAAABQQGAQIDB//EAEkQAAEDAgMEBwUEBgcHBQAAAAEAAhEDBAUSIQYxQVETIjJhcYGRQlKhsdEHFJLBIzNicoLwFRZTssLS4TVUg5OUs8MlNENE8f/EABkBAQEBAQEBAAAAAAAAAAAAAAABAgMEBf/EAC0RAQEAAQIEBQMCBwAAAAAAAAABAgMREiExQQQTUWGRFCPRMkIiobHB4fDx/9oADAMBAAIRAxEAPwD3BCEIBCEIMoWEIMoWEIMoQhAIQhAIQhBhCysIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBaVqgaJK3Ue+7Pmg4G8d3DylcX3r/e+A5gfmsH6qO/f5j++EGr8TqaQ86xwbxzd37KhnF6xiKh1y8G+1Pd3LU+z/AAf+RQW+z/wvmUE0YzX/ALQ6xwbxMckNxuv7/Lg3i7LyS5m4eDf75WP9P+4gdUccqne74Dv+il08Yd3HxEc+R7lXaH0/8im0fzHyKC02N2KgmII3hSUqwLc7yTSUGUIlCAQhCAQhCAQhCAQhCAWFlYQCw90AlZWlbsnwQL3V3nWfRR6tZ3M+p7l1Uer9PyQQq9y6N53czyb9VCdcPntHfzPvQu9xu8vyaobt/n/jQbfeX+871PI/RT8IuHucQ5xIjiSeX1SudPT5OUnDbgMcSeRGnPqoLCfqo79/mP74Vcfto3P0fRNHWLTmrNkEc2tBUgY293Zpt8i88Z91BKPs/wAHyqKC32f+F8yipeV4ltEEgaCH7xMCY7ylQusQO6zbpHtP4bvYQMW7h/D/AHysD6f9xK3XOID/AOmPV/Az7nNaNv77hZjzLxxnizmgd2/0/wAam0fzHyKVUrmo0AvptBgSCX6HXScveVzr7SNpmCxh46VgO6IcEFjZUIGnd8wFDrXLuZ4cTyd9FJa4loJETGkgxq3iNFAq/T5OQYNw/wB53qeQKPvVQHtu38zzhcXcf59kLDj8/wDEEDC3xCpp1jw4nuU6jiVT3j5mUmocPL8lNooLZRfmaDzC3XGz7DfBdkAhCEAhCEAhZWEAtKu4+C3WHbkCGtiVBpyuqsB5Fwn0UariND+1b/MKuYnhNw66dnDZ6ruqcrQJ0I01Kc0MEqEez55z8nII95iFFrSXVWgc9eTR+SWuxq1n9e3f3+9Kf1dnarmkZqP8TXn/ABqF/Va4962/5T/8yBT/AEza/wBs3+Z+q6UryhWBYyqDOhynXWPop9TZKrEvfbADeTTqADxOdTbRlvTEUaOd0av1Y0nuGphAgtsKNN7mmqWAOiAR1hHMblYrDC2uP6x+7hVcPkoVXCnEue1gbmJcQ3QSdSdU3wewrGkJfkHAtDS7zkIOhwCge0+r/wA+p9VDdsfaH27j/qav1Up2EXM/+7JHI04PqxzVu3C6nGsT51B/5EEEbG2nv3H/AFNX6rb+qlsOy+vPfdVfqppwypwqn1qH/GuTsHuCerdx3dGXf3nn5II1xhTGD9Y8acazz80hxe1DhDK2bcMkzJJ35nGFY8TwquKX67Poc2ZrQf4coSdmDVCJc2Rvg6g+MIJFuyjbt6HpNQdzt41boIG7QpfdYtbNOV1ZoIjTXkfqn1e8Y+BcUCI3PZJjxAgpe/Z+pU69J9u5p3E03k+fX3oFDsZtf7Zvx5ALBxm1/t2b+ffKanZS4PtW3/Kqf51huyVVus258KdT/Og529enA644fkptC6pE5RUYTyDhPoh+C1QPZ8s4+bkooYXcNumdGGhxkjMczTA1kQYQeiWfYb4LssMBgTv7llAIQhAIQhBlYWUIBLrzFabDlBJdybqR48AuG0d65jW06Zh9R2UHkPaK64dhrGNGn+p70Cxtq6pU6TrCQBDjO75Jm62q5YY4A94J+EqVdXVOk3M9waP54BcKeM2zt1Vvnp80ED7vezrUpx3Aj5grdttccag+H+VTamKW4BJrMgb+sFXsR23oUyBTY58mMw0Hx3qbpcpOrV5qXFU0i6WUjB5Oqd8DUBOrTD6g1JZHgVULDae2t6b5eDVLnHKQ7eXbyQIiNUyp7Zs39I138Dx+Sbs3PGH9+0NHWcG+Jha2mIMa0N3gcQQ71VQxjaKjW1J104GB4JT/AElQG8n8JTdnzI9Xp1muEtMhKMU2jtaE5n5nD2WDMfoPMryK6xbLVe8VHhp0AGbXxCjP2gogGCeR6pWbkzda9o9k2f2lt7yRSzNc3UteADHMQSCNyb1XNaJJgLwHB9rm21QVKbiCDxaSCOIPcVb7n7UrJ1XMW1HMA6oykR5EaqzJvHU3nNf6930gLWh0HSdy72lu4BeW3P2pB+lNwpDn0bnO9Tp8E72f+0W3ADa9dz9DJ6J0gzpuGoV4os1Juud3YvduLfMFV65bUtXioDDXENeBu10DgCN4K63e3duYFA5uZc1wA7gN6XYptNQq0ajahDXezAdDtJB3aaqrxxZhQuCJFQfD/KubrW8nq1KfnJ+QCXbN7W0qr22xaQ4NAD97XGB5hWzKiyy9C9lnWy/pHNcf2QR8yl33Z9KqKsExOg03/NWMFZIBRS+0xim85TLXcnaeh3FMUsxPDGPadFw2avHOD6NQy6kQJ5tPZJQOkLKwgyhCEAsIQgpW3WMC2rUahZnAadJjU96R2229R8uyuGpgB8ADgIhOvtBwR9y5mSdBwE8VV6OzLqQ67iPFsLnnnMerzamdlNLjHq1durAQJGrhPfpHgl/3qrwpA/xCBG+TwW7cKcOzVI8AstwOu/Vj3nhIC5fU6d5b/wBWPMlVi4q1GVHHIOt15LoETG/xXCpe3EsBo6Z2iA6YlwG6E8vtmbw7nVPwpfR2WvA9kuq5Q9pOnDMJU87Dfv8AFZ3m/So+IW1Q1XRTdv8AdP0TGhbVI7DvwlemXeF2zGmpUzR+9vPIKsXV40HqiBOvGByzc41WtTUyw7LlLjSqjdVWtymm92gA7UaEnURqNd3ctHXtUf8AwOdvIz5nOBMbnRu03Kx0KLnkNYJJ/mSntDZ6mG/pJc7jBIA7guOnr6up+nEwuefR5RiF3U6pNu8lhkElxO4A5jl1Omh4ackrfidYCDbPOkal8ndBecvXIjSV7LcbOWx3td+IqBU2Xtfdd+Mrr9/0nzfw3wavs8Vu6tR4Y02phjpAAdqDq5rjGsnWfFdn4lWJzG163PK4eMCNAYbp3HmV667Ze19134ytDsva+678ZU+/6T5v4OHV9I8np4jVmfuvM6NcCHOIL3NMaSdY4GCmOF3dQadBU3k5iXdJJBE58vKOHAL0huy9r7rvxlS7fZu2Hsu/EVfv+k+f8HDq+yjuc+pH6EtidwO4666c5PmuGI278vYd+Er1GlgVAcHfiK2r4HRI3O/Etfd9J8r5efs8SucSr0HF7aZAYWjMCQZygjwVrd9peJdUC1YOqBq6ZMdomNPBLtpNk7h9xVNM1Mhd1REiAB66hLDslebs1X0P1WfPxnLn8VjzOHl/amFztff1TNZrw0b4q5GiCRrA7lacD28uAwNNrmEAtmrrryka7lSaWyl4DOap6Jzhuzd20RmqehSa+Pv8VZq+m/8ANYam2dwXEkZdezOgjhuTLY7HBcXlWGFs0xOs7ikbNmqx1Oae9qa7D4LUoXb3umCwjURxC6Y6kt2jeGduWz0BCELq9AQhCDKwsoQLsWu20gXngNBzKoNe/dcOJBzTvjhyGvsqw7fB5Y1rN501+azsxgmVoqVRJ3gRHmR+S4asuV2jzam+WfDGuD4I5wDqkhvDm76BWAtDAA1unIJdjG0VG2qNpVA6XAGREAExqpt7dsp03VXHqtbmnuWtLSx05ydcMccejhXqn3SojqpnsneomEbS0btzm02uBaATmjjyWuOYxStmtfUnrPaxoG8ucYXVuWWblm1WKuL8jI6u6dwAgF0cdSBCMFwh9Q8tSXay0E8e8wtWYKa9046kAzrq1u7UDgdPir1a27abQxggD495Xmunx5c+jy44XPK2tLKyZSblaPEnefFb1hO4wqlim1tWldOow3o2va06HNl0zaz3lWTFL5tKi+sdzWyO/kPMwvRJJNo9ONnSdnOtSPvFRH0j7xVX2d2vr3Fy2hVawNc1x6oIMtE8+4qx4tetoUqlZ/ZY1zj3wNB4ncqTKWbtH0T75WopEe0V57s/9olarcspXDababzllsggns6k89PNeg3YeWO6MgPg5S4SJ4SOSkqzKXoz0Rntn+Splo0jeZ8V5zs/tzWN0bW+Yyn1sgIBblqTABngefeEyv8Aa+sbv7pZtY+CGkkEy/jEcBxPcU3Tjj0Smtqu5c7eYGYyYEkCATxgLeruVaKa1Qg9kri2sfdKR322trTujaODg4PDC6BlBIB3+adXlfIxzw0uygmG7zHJE3jcVj7pTC1MiVVNm9rLe8c5lPM1zdcr4BI4x4Kfhe1FGtcG2pNc4tJBcIy6bzPKdE3N4tLFm2/WeRWrFta/rPIoqchCEGULCygwhCECvE7QVKjC7c3WOZ4KWxa3R63kssRNnn22tJ1W7yN3inPoC4qLieOGrZUrZp/SF2V3eG9n109FYPuVR2JGoWHIARmjTsxvSzDNnXtvnFzD0bCXtPA+6B6/BRxsu/LuT7Cg072rSdvyOB8WuCXbY3rrvEqFrTPVpVGg8s2YF58gIU66p3Fvf1q7KL3CKuUhpIJcOr8Ur2Y2NqXDnXFyX0iKrXARq45sziZ4SoTfbhexWFsGA83EklTQuFNd2ladpNnlWLW5rXN04ewajz4MdB+C3xfHTVs6NuCS8GH94Zowecj0TfZKgX3VwXtMObUGo3h79fgluBYI7790b2nLSc5xJGhDT1dfEhRw2vbuTYPQNvidKm46teWn+Km4fMqZ9reL5WMtGnV/Xf8Aut7I8zJ8lx2nPRYoKpByipTeTB3QJSH7nUxS/fJLGuLjmjs026MAB47vUqE5S4z1QNocAbQtbas17TUdPS5XAkOdLmaA6QBHivUtlMX+9WtOt7UZX/vt7X5HzVTq/ZayDluTMGOoN/CdUj2Ix42Jr06zHQQSGhpP6VumXTnunuScm5/DeZn9q1CgKlKo0xXdOYDiwbnO5EHQc/JTvsjpUS+o8mawGgPBhiXDmZgH/VItmMKq4jeOubkHI1wc6RAJnq0mz7Onp4pvimFVLC8bcWzT0bjLQBIB9umY4cv9E9078T1ymVmsdFGw26bVptqNkBwmDoRzBCkVty07PE9uMCcX3V6HaiuAGzrkDGguj96FedjsY+9WrKhPWHUf+8366FLMd+z+lcV6ld1eo01HSQA2BoBpp3KtbNOu8PqV6Zt6j2kHLDSQXt7J8CFnpXKb41x28tmWt2Kts/I+oHF7W+yToT4Ok6K8/ZdZUm23TNIc95Oc8WwdG/mqtslszVua1S6v2HUmGu0kmZMcAOCc7MWFzYXTqQpufQce0BIg9l3iNxSE67vS2FbWn6zyWjVtZfrPJadTFCEIBCEIMIQhBDvO0PJU7aC+vadR9Sm8ik1zWgQDqWzpzVwvO0PJQ6vaJAblb2nO4aez3wjOU3hVgW0DqzX06rctVjC4cMwjfB3cEgsMUxO4zdC4HLvkNG/ct7Csa19Vqs7OWpr+yGwPVLtnrC7q9J92rCnBGaSRO+NwKjlvbsZYn/TPR0+jy5+vn7O6Rl+Eqo4TtHite46Bjmktd1xDR1WuAdr6r0/DLetTohld+d4mXb510XmOwP8AtKt/xf8AuKVqznHsL3lrXuHBpI8gSqhQ22uG5eloNggO0JBLTuIJlW/JmDmniI9RCWVcLtatQdIA51JoblaYY1rZIB5rTWUvZKZjFN9u+5pa5WOdlOhDmtJyuhVP+vVY7rZp8C76KPs/XOW8YOy6jUdHCQDHwKhYBtF90Dx0efMQd8RA8FHO53lzMrvbKsLc1/uoLul6PLLt2QOzbp7lXK32mVmmPubAf33A/wB1ehYBjH3ukauTJDyyJncGmfivLduv9qD96h82qVbbtvKs2y+2NS6qvp1aApNbTc/NmdHVc0QcwA3EnySrGftHY1+S0oip+26QD+60CSO9N/tSu3U7PKzTpKjWOI92HOI88oCWfZXhlLoH3JaC81HMBOuVrQ3QcpJPwTn0a577OGFfaSc4ZdW4Y0x1mTLe8sI1HmrLjm0ta3NN9OmypQqAFr5O/fEjTdqEv+0nDqb7U1i0B9NzYdxhxALTzH0WmxTWV8LfTrmGU3Phx9mOsCPAkpzOfRasS2lbTo030Yc6rq0HgOMgcZ0Tug55pNNQAPLQXAbgTwXmmxlNj7imKh0EloO4uAkDu11XqNbcrFwtvNQ7iviDLt76haLNpcZ6shob675VZrbWYhe1TTw+nlaOMAmObnHRvgrjt1Te6yrhm/LOnIHX4KsfZPcU+iq05HSZ80cS3KAI85U77JeuyPbbUYhZ1W08QZmY7jAmOJa4aGOSsdbGrm3uWOfUz21TVpgaAxxHEJN9qlzT6OlSkGpnLo4hsQfXRScRuYtLWzy5qxawnm3TQeJlEt27rZguJVbm4e5jiKDNAPePDX4qy2X6w+Cqewtzla+2e3K9rifHgZ8FbLL9YfBabw6GSEIRoIQhBhCEIIV52h5JBiez4r1HTcvaHQTTERppMKwXXb8kqubKsXl7DG7cYMAfWETKbtrDB6NtTcxmmYQ5ziJOkfmq2NiXiSy6InkCPkVZH29Y0w1/WdnBIn2Ru18hPmobrO5AczMcugGUgaEgug8OIUZuMvZnCcPdQpdE+oXmScx7+GqrWz+yLra6fcmqHB+fqxEZnTvTiu2901MZm5uzOXXNl9R6Fc8Q+9dK3o/1YA5S4yZDp3cEOSyvcQ15G8NJHiGmFT77aZ1SkKFtRe3MIcXA5td8AcTzV0pKNY4nTeJdDCYIE72mIMwOJjxBVXKb91dwrBHULS4qVRD30n6e60Ndoe8/kq/s7tC21Dw6nnzEHeBEDvXo91eABuVofnOUaiDofUaFRXXNqWZ3CmOrnIIbmDfBRi4+lQcBxpt2x72sLMrssEgzoDOnivLduz/6oP3qHzavX+noCQx1NugJALRviCQPEKDcU7Z01XNpGN7yGGIPvHkUsauO82LtrcGF3bvozDtHMPJ7Zie7ePNeYYDtBc4W99CtROVxksdoQ6IzMduIgD0XrlS/ojfVp/jbyzc+WvgomK1KGRvSMbVzkBjSGuzEidJ0iATPIJYWd480xzae4xIttqFEhuYHKDmc48Mx3NaExuXmlTpYVROZ4IdWLfaquMhgPISPQK4YfiNqzLkZTpBzXPPYZlA3SBEg6meWvFN7e9thDg+nrJkFuuWc2o8D6KbJw79yLE9m+goU6tKc9OM5HEkzmHgdPBWzD73paDahEEjrCI6w3rBxOmHZZEAanf1sxEQPA+i7dI17cw1CbrJJeSFUAMjeDKoGMfZ5TLzVtqxpcYO4eBGoCsmI0b0vPRPhk6bvH0gR/F3LW4t6zqdEVAXRrVEgEnKcs8CAfkqt5kGB7A02VBVr1ulcOs0cJ4F06kSrHgWy3R3DrqrV6R5kjSACePkNElDbinUDRLZ6oyuaeowu48BGX1Kc2pvDudx35uEAaD1KzxYsb4nT8Jpuri6Y8hw0IEQ6JBlN7AnpPIpNh9lWBBcYaP2j38PFObEjpD4FWNw0QhC00EIQgwsrCECXGMTZSqhr9Jbv812oXjXCWmfBV7bts1G6ez+ZSnBwBMuI5eK+fqeLyw1bh2eXLXuOpcV5qXMey5RKuJgew74JHcX9SmQA/MHfATxUgXbt5czzXT6nfl+GvO3b3WLHhScoH9I1nERTAEj5rF5dkARkMkDf8UtN67MBDdC3jun/APFi63PnlfiM3Une1fmtlscxGm/XkoZwRnBzh2eU9XvjTwCg2O0VJ3Vd1T3pzTup7MHzXqx1sMuld5njl0cauHSKbQ8tyNLdAJIIAMcjA395UN2BtGbK6JIIkTABacu/d1QFPqXLxrk+KiVMSf8A2fxWrqYz/lLcSy+2eD2uaah62YTlEw5+cnvMhuvJui0xPCjVp06ecNyFp6oIaYaREAggazv4Bd7jE6x7NMeqW1by6cY6o4cPBcr4jHtL8M8ePpUW42UY4O68Eh0EN0ByCnTgTuayRHMypl3aCaTmvDDSBA6sthzcp6s6ablHNOs7tVB6rLbJu91Uev8APNTzc7+nD5TivbErv8Ol0tqZs73ZgWiA17mudOuujA3w0TK1wvMe2dQQYA1Ln53E+fDgCplvRo8HTHep9C5Y3dCTi/fZDa9xaYGAO24ek898c/z5piQ2mwNB3c/VRHYiOaXX9/pKmfiMcZyLqY49HK7uaxcQyA2dCuPQ1XdqoB5pfUu3b+qOGp14cP53KNUqVJ9jjrPIfyF57q4XneKuV1ce+5/QtGby+fBNLatTbuVEdXqgkBzQJhT7MPO94PmpPEzH9GLM15+2LfVxIcCtdn7vNcEfsn8koZbuOjTPgmezNi5lwXE72nT0W9PUzz1Ju3jnlllFuQhC+g9QQhCDCELBcgqe19HNWYJjqEg944JZh9o4szSN8QrVjliKzAJLXNMtcOB7+5VPLc0TBpOPezUHyXm1PC6eeXFZzcNTRmV3ja7Zl3iVrTw01G5gAB3rZ+LNJBq0n6fsld/6w2w0Ac0coXP6LT/2seRuquIUQCRxmI7+5LnAscJHFvDmQrXd3tk85gcrv54FQHG2c8udUHlz4LP0OG/dyvhbu0uGDN5p5hjRlH6TrdbTNEadXfv1Sx2bR2hBO7imjbZw0c2CvBjp6mGVtxrnjjccujo+/rMqdEXTJaJ4daI+amNrVN8N85B+I+CU3DW+1v7yuTrQu1aHHwldsdXOdq6TPKGF5cPa0uyNIA114cu/cllxdPGhY3fzkaAme/c5LL6k4aZjpwJKVVKjt8k8ZzH1UviM/di6+XusDq1SB1WjNESSCZ3Ad+gUZ760iGCTmO88Ad/juSanWnUEmO8nVbmoBo5xHcTw4LF1s76/Keble9TalauJiNBJMndodJ8VKtWVnb3TPIqHbW7Xic0jiZT3DcFaQHakcx9UxwzzvS/JjjllXW2ouiZHmVvWsKj2qe2ypsGry34qJeV3EOayp2d86bxwXfyLJzldfL9VQu6bumqUwNWxPoFwqOywXAweSsDXW4kuqQ8iHSuYFqWZXVOPASuv0OF53dPp7v0Q7GnTeA6Dv3cVbbLB2NAOUJfZXViyOoXkdx+QTF2OUz+rpVPIGF2w8Jhj2dsdDZm9cymDDSDpGu+Spez9vlundYu/RzPKY0SqpTrV3A9G4RxdoPGFasEshRaTqXujM4/Idy6zRwl32dcdPa703QtQ5bLq6BCEIMIQhAZVqaY5LdCDkaDTwXN1lTPshSEIIZw2j7g9FqcMoe4PRTYWpYgoOK2pt3FjwejLpY/h4E8D9FLtsSa6M0HdqD8wVa7iya8Q4SEnr7I251DS390lvyU2YuEt3LH2rKryQ4QeenzTKlRDGhrSCN28KM/Y1vs1ag/i+q5O2QqezcVB6fRNk8uF+L4EXEua4Gd4B19Uov8ADuy0NiO7wVjOydxwuX+gWDstc/7y78IWbhGboS9FcoYK6kx4Le0ZHHf4LnWwN1RjSGkkSPXgrN/VW6/3l34Qtm7KXHG5d6BOBPInqU4Vs2Q3V4ZMSDrPkNys9C3bSaGtqNIHMwoTdkqvG4f8PourNjx7VaofP/RXhjc0sY0vrxuUgZZ7zp8JKV4dQqVM1NgkvIzujRok/X4KwUdkqI35nfvOJTa1w1lMQ0QFdmphI0o4TQa0NygwAJI3rqMMo+4PRSRTWwCrTg2xpjc0LoLdo4LqhBoKY5LbKFlCAhCEIBCEIMIQsoBCEIMIQhAIQhAIQhAIQhAIQhBlCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIMLKEIBCEIMIQhAIQhABCEIBBQhAIQhBlCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIBCEIP/2Q==

Por conta da sua rapidez na exclusão da adiposidade, esse remédio organico é um dos mas populares o matéria é perder peso, desse modo não deixe de seguir esse post saiba mas sobre o Max Detox.

Beneficios:

As propriedades incríveis que o Max Detox apresente, tornam-no capaz de fornecer diversos melhoras para a nossa saúde que vão além da sua atuação como um remédio emagrecedor – veja os seus vantagens, já acompanhar:

http://vivermelhoragora.info/wp-content/uploads/2018/01/max-detox-funciona-max-detox-funciona-mesmo.jpg

    • Fornece vigor que garante uma boa predisposição no cotidiano;
    • Atua como agente antioxidante eliminando as toxinas corpo;
    • Elimina a obesidade em regiões muito reservadas do corpo, como na ventre;
    • Fortalece o sistema imunológico;
    • Garante uma sensação de saciedade mas duradoura;
    • Acelera o metabolismo;
    • Reduz a retenção de líquidos no corpo;

Max Detox Funciona?

Não só funciona, como este melhora bastante a perda de peso, porque os seus efeitos garantem com que o cliente não ingira vários provisões assim não acumule varias gorduras.

Isso sem falar que graças a sua capacidade de aligeirar o metabolismo, quem ingere esse detox consegue apressar a queima de calorias no corpo, até em áreas muito difíceis de perder peso como na ventre.

https://www.saudedoshomens.net/wp-content/uploads/2018/11/max-detox-beneficios.png

Com esse trabalho maravilhoso, você não precisará enfrentar dietas estranhas super rígidas para eliminas os quilinhos extra.

Formula:

Constituído somente de ingredientes naturais, os componentes da fórmula do Max Detox conseguem aprovisionar o corpo de força simultaneamente que trabalham para a queima da adiposidade – Confira uma listinha já com os componentes deste detox:

    • PSYLLIUM considerado um comida funcional que proporciona um controle do fome acelera a perda de peso;
    • ÁGAR-ÁGAR que proporciona um melhor trabalho do tripa liberação das toxinas;
    • SPIRULINA que provoca menor ritmo no esvaziamento gástrico consequente a sensação de saciedade, diminuindo sua rafa
    • BERINJELA composta em sua maior secção por agua, tendo ser capaz diurético que ajuda na liberação de toxinas extratos presos no tripa, fazendo com que sua ventre seque de modo rápida.

Quem Deve Utilizar?

Devido ao fato dos compostos desse serem naturais, este deve ser empregado por persona que quer perder peso, sem possuir efeitos colaterais contraindicações, porém é preciso evitá-lo em número reduzido de casos.

Mulheres grávidas, menores de 18 anos pessoas tomando medicamentos não podem ingerir o Max Detox sem de antemão visitar um dr., porque este deve dirigir-se a produzir complicações.

Possui Aprovação da Anvisa

Com o propósito de você fique mas garantido quanto a eficiência de Max Detox, saiba que o cobija a aprovação da Anvisa do Ministério da Saúde, os 2 órgãos que autorizam ou não a venda de produtos no mercado brasílio.

  • Homologação Anvisa: 6.2234.0032
  • Registro Ministério da Saúde: 25023.150766/2006-09

Como Tomar

É muito simples fazer a governo deste remédio organico, sendo que basta tomar 2 cápsulas pela manhã mas 2 durante a noite, este deve ser ingerido todos e cada um dos dias por um temporada de no mínimo 3 meses sem interrupção para melhores resultados.

Preço do Max Detox

O preço de obtenção do Max Detox é muito alcançável, sendo provável adquirir este detox por possibilidades de 12x sem juros ainda conseguir belos descontos. Confira quais os kits promocionais disponíveis para compra:

https://www.saudedoshomens.net/wp-content/uploads/2018/11/preco-max-detox.png

  • KIT 1: O primeiro conjunto vendido cobija unicamente um frasco do , o que deve ser comprado para testar, por unicamente 12x de R$ 19,78;
  • KIT 2: Já o segundo conjunto, o vencedor de vendas, é vendido com três frascos do , com 45% de desconto, por somente 12x de R$ 32,83;
  • KIT 3: O último conjunto vende cinco frascos do , com 55% de desconto, por somente 12x de R$ 44,88.

Aproveite as ofertas adquira o conjunto que mas se encaixa ao seu bolso!

Onde Comprar

Não obstante ser provável localizar o Max Detox em diversos páginas pela net, o mas recomendado é comprá-lo de forma direta no sítio do produtor.

http://cocarbaby.com.br/wp-content/uploads/2019/01/max-detox-funciona-1.png

Compre o seu Max Detox pelo botão comece a perder os quilinhos extras.

Garantia

Felizmente o Max Detox possui uma garantia de satisfação, pela que é provável fazer a reembolso deste medicação ter o seu grana de girata caso este não retorne os efeitos prometidos, para isso basta que você entre em contato com o produtor do .

Prazo de Entrega

Se você mora nas capitais da área Sul Sudeste, saiba que o prazo aproximado para a entrega de Max Detox é entre 1 2 dias úteis para as demais regiões, o prazo de médio da entrega é de até 7 dias úteis. O é enviado apenas depois a confirmação do seu pagamento através do cartão de crédito ou boleto bancário.

Benefícios das dietas baixas em carbohidratos4.5 (90%) 12 votos dietas baixas em hidratos de carbono

Tabela de Conteúdo

As dietas cetogénicas, também conhecidas como dietas baixas em hidratos de carbono, são bem conhecidos por seus benefícios para a perda de peso. No entanto, pouca gente sabe que comer menos carboidratos e mais gordura acarreta uma ampla gama de benefícios para a saúde a longo prazo.

1. As dietas baixas em carboidratos contribuem para a perda de peso

Os hidratos de carbono são quebradas por o corpo em glicose (açúcar). Ao comer uma dieta alta em hidratos de carbono, os níveis de insulina sobem depois das refeições para ajudar a quebrar a glicose em energia e para restaurar os níveis de açúcar no sangue ao normal. No entanto, a insulina é um hormônio de armazenamento de gordura, e a níveis elevados, diz ao corpo para armazenar gordura.

Em uma dieta baixa em hidratos de carbono, as gorduras são utilizados como energia em vez de hidratos de carbono. O processo metabólico chamado cetose começa quando o corpo se adapta a uma menor ingestão de carboidratos e torna-se para queimar gordura para obter energia. Ao comer muito poucos hidratos de carbono, os níveis de insulina nunca se elevam muito, e o armazenamento de gordura é reduzido em grande medida.

2. As dietas baixas em carboidratos contribuem para a perda de gordura abdominal.

Contrariamente ao conhecimento comum, existem apenas alguns tipos diferentes de gordura rondando por nosso corpo. O tipo de gordura que muitas pessoas tendem a concentrar-se na dieta e o exercício é chamado de gordura visceral. A gordura visceral tende a acumular-se na cavidade abdominal, ao redor dos órgãos internos do corpo.

dietas baixas em hidratos de carbono

As dietas baixas em gordura podem ser eficazes para reduzir a gordura corporal, mas as dietas baixas em hidratos de carbono têm uma grande proporção dessa perda de gordura que vem da gordura visceral, o que causa uma redução mais rápida da barriga. Este não é apenas o resultado mais esteticamente gratificante, mas também pode ser o mais saudável. Demasiada gordura visceral pode causar vários problemas metabólicos.

3. As dietas baixas em hidratos de carbono diminuem os níveis de triglicéridos

Os triglicerídeos significam mais do que uma palavra, preparada para conhecer a gordura: são moléculas específicas de gordura, compostas por três grupos de ácidos gordos e a adição de glicerol. Se você não está familiarizado com os riscos a que os níveis altos de triglicerídeos, estes incluem um elevado risco de acidente vascular cerebral, e doenças do coração.

Dado que os níveis de triglicéridos são elevados principalmente por carboidratos, em especial os açúcares simples, cortar com os hidratos de carbono irá diminuir esses níveis e o risco de doenças associadas. As dietas baixas em gorduras, os hidratos de carbono são frequentemente podem aumentar, o que vai elevar os triglicérides.

4. Os níveis de LDL aumentam com dietas baixas em hidratos de carbono

As lipoproteínas de alta densidade (abreviado HDL), ou colesterol “bom”, são boas para o seu corpo e seus altos níveis ajudá-lo a ter um coração saudável. As HDLs ajudam a migrar o colesterol da corrente sanguínea para o fígado, onde se decompõe e elimina ou é reutilizado pelo corpo.

As dietas baixas em hidratos de carbono mostram um aumento no consumo de gorduras, o que é bom para elevar os níveis de HDL do corpo. Este aumento de gordura pode dever-se ao consumo de gorduras mais saudáveis, como o azeite e as nozes.

5. As dietas baixas em hidratos de carbono ajudam a controlar o açúcar no sangue

O açúcar no sangue é uma das primeiras e principais preocupações dos diabéticos, quando retocan ou manipulam suas dietas, e com razão. Alterar as quantidades de açúcar no corpo pode afetar os níveis de insulina, o que pode trazer alguns efeitos colaterais.

No entanto, quando curtas constantemente os carboidratos, o corpo não precisa de tanta insulina. Isto pode dar aos que sofrem de diabetes mais controle sobre seus níveis e necessidades de insulina.

6. As dietas baixas em hidratos de carbono podem reduzir a pressão arterial

A pressão arterial elevada é um fator de risco para muitas pessoas, especialmente com a idade. Há várias condições relacionadas com o aumento da pressão arterial, incluindo acidentes vasculares cerebrais, doenças do coração e várias outras doenças que ameaçam a vida. Uma dieta baixa em carboidratos reduz a resistência à insulina, eliminando os picos de açúcar no sangue. Melhorar a resistência à insulina, ajuda a baixar a pressão arterial e reduz todos os riscos associados.

7. As dietas baixas em hidratos de carbono diminuem os sintomas da síndrome metabólica

A síndrome metabólica não é tanto uma condição como uma condição prévia. A síndrome metabólica é basicamente um precursor, além de um aviso importante, a chegada de diabetes ou de uma doença cardíaca, se não se fazem mudanças.

Os sintomas da síndrome metabólica incluem a obesidade abdominal, pressão arterial elevada, níveis elevados de açúcar no sangue em jejum, aumento dos níveis de triglicérides e níveis de HDL que se inclinam para baixo. Com a aplicação de uma dieta baixa em hidratos de carbono, todos esses sintomas podem ser tratados e melhorados.

8. A estrutura de LDL melhora com a redução dos carboidratos

Enquanto que os níveis de HDL aumentam com dietas baixas em hidratos de carbono, a estrutura dos níveis de LDL (lipoproteína de baixa densidade), o corpo também se pode melhorar. Basicamente, quanto maiores são as partículas de LDL, terão menos delas flutuando pelo corpo.

As dietas baixas em hidratos de carbono podem ajudar a crescer as pequenas partículas de LDL, evitando que tenham mais flutuando na corrente sanguínea. As pequenas partículas de LDL são mais perigosas porque podem flutuar livremente e aglomerarse para obstruir os vasos sanguíneos.

9. A dieta cetogênica ajuda com os distúrbios cerebrais

Se você acha que a dieta de uma pessoa só tem efeitos físicos, eis aqui alguns testes o contrário: vários estudos têm demonstrado que as crianças com epilepsia que sofreram convulsões tiveram uma grande redução nas mesmas seguir uma dieta cetogénica. De acordo com um estudo, houve uma redução de mais de 38% em crianças, que estavam em uma dieta cetogênica, em comparação com apenas 6% do grupo de controle.

A queima de cetonas no cérebro pode estimular áreas que necessariamente queima de glicose, como muitas partes do cérebro. Os estudos estão começando para muitos outros distúrbios cerebrais, incluindo o mal de Parkinson e o mal de Alzheimer.

10. As dietas baixas em hidratos de carbono são grandes supressores do apetite

Uma das principais queixas dos que estão de dieta é a incessante sensação de fome. Comer um snack e ceder aos desejos porque, simplesmente, estar com fome pode acabar fazendo com que a dieta fracassado.

Uma dieta alta em gorduras, suprime o apetite, o que leva a um melhor controlo do apetite e, portanto, mais perda de peso. Isto está diretamente relacionado com a redução de carboidratos e o aumento de proteínas e gorduras na dieta cetogênica e a dieta baixa em carboidratos.

fonte

tradução para FK: AMP

Uma dieta alta em proteínas e baixa em carboidratos é constituída de alimentos que contêm exatamente o que diz na lata e baseia-se em comer grandes quantidades de proteína ao longo do dia, ao mesmo tempo em que se mantém uma ingestão de hidratos de carbono o mais reduzida possível.

O objetivo desta dieta é a realização de uma restrição de carboidratos, o que implica um aporte de energia menor para o seu corpo, por isso que ele tornará as suas reservas de gordura em energia. O resultado? Perder peso!

O que é uma dieta alta em proteínas e baixa em hidratos de carbono?

Não existe nenhuma dieta específica que se chame alta em proteínas e baixa em carboidratos, já que é mais um estilo de alimentação, o que deveríamos dizer uma dieta tipo, e não com a dieta.

Um dos objetivos principais da dieta é levar o teu corpo a um estado conhecido como a cetose, que é o nome que recebe o processo descrito abaixo (quando o nosso corpo não recebe suficientes hidratos de carbono e utiliza a gordura armazenada para obter energia).

Isto pode ser alcançado seguindo uma dieta alta em proteínas e baixa em hidratos de carbono ou fazendo com que seu corpo entre em cetose enquanto ganhar músculo.

Resumo da dieta alta em proteínas e baixa em hidratos de carbono

A dieta é muito simples:

Tentar comer a menor quantidade possível de carboidratos provenientes de animais, dependendo da quantidade de peso que você deseja perder:

Para uma perda de peso baixa e regular:

Tenta comer menos de 200 g de carboidratos por dia.

Para uma perda de peso moderada:

Concentre-se em comer menos de 100 g de carboidratos por dia e menos de 50 para conseguir perder peso de forma rápida.

Para perder muito peso:

Neste caso, é melhor seguir uma versão mais estruturada desta dieta, como por exemplo la dieta de Atkins.

Além disso, você deve tentar aumentar ao máximo a ingestão de fibra ao seguir esta dieta, já que a maioria de carboidratos devem ser ricos em fibra e de satisfação.

a dieta alta em proteínas

Alimentos ricos em proteínas e baixas em hidratos de carbono

Vejamos os alimentos que você deve tentar incluir em sua dieta com o fim de obter os melhores resultados.

Carnes

Se você está levando a cabo uma dieta alta em proteínas e baixa em hidratos de carbono, as carnes magras e brancas devem ser as que ocuparam grande parte de sua alimentação.

Uma boa opção são o frango, o peru, a carne de vaca, o porco, etc., Pode comer carnes mais gordas, como o cordeiro, mas sem ser extravagante e tentando consumir mais carnes brancas.

Peixe

O peixe não só é uma excelente fonte de proteína, mas também de Ômega 3 e ácidos graxos essenciais. Você deveria tentar comer peixe ao menos 2 vezes por semana. O salmão, a truta e atum, para citar apenas alguns, são também alimentos que você deve incluir em sua dieta.

Alguns peixes são mais caros que outros, mas os peixes em conserva, como o atum e o salmão, são muito mais baratos e uma boa opção para fazer um prato rico em proteínas.

Legumes

Como deixar de ingerir grandes quantidades de carboidratos, você deve comer uma grande quantidade de vegetais para se sentir mais cheio por mais tempo e evitar os desejos. Você pode adicionar aos seus pratos, sanduíches ou saladas brócolis, aspargos, espinafre, cenoura, etc.

Alguns vegetais contêm mais carboidratos do que outras, por isso é importante manter um controle da quantidade que se come ao longo do dia para se certificar de que não manifestas a quantidade diária.

Gorduras e óleos saudáveis

Da mesma maneira que deve evitar a ingestão de gorduras processadas, deverá incluir gorduras naturais em sua dieta. Os abacates, ou o óleo de coco, entre muitos outros, são grandes fontes de gorduras saudáveis.

Fruta

As dietas ricas em proteínas e baixas em hidratos de carbono devem incluir grandes quantidades de frutas. O problema é que esta, assim como os vegetais, contém grandes quantidades de carboidratos, a maioria dos quais são açúcares.

É importante manter um controle de sua ingestão de frutas, para certificar-se de que não ingerimos uma quantidade excessiva.

Frutos secos e sementes

Os frutos secos e as sementes, como os amendoins, castanhas de caju, amêndoas ou sementes de girassol, entre outros, são fontes saudáveis de gordura que você deve tentar incluir em sua dieta.

Este tipo de dieta permite o consumo de carboidratos complexos (ricos em fibras e que, portanto, fazem você se sentir mais cheio por mais tempo, e não carboidratos simples, como são os alimentos com grandes quantidades de açúcar). Por exemplo:

As batatas, o arroz integral, a aveia, etc., Não obstante, deve restringir sua ingestão deste tipo de alimentos, especialmente se você está levando a cabo uma muito reduzida ingestão de carboidratos, como por exemplo, menos de 50 g por dia.

Bebidas:

Deverá concentrar-se em beber especialmente da água, pode tentar adicionar frutas para dar um toque de sabor e torná-lo mais apetitoso e saboroso.

Você pode beber bebidas de baixas calorias, como o chá ou o café, assim como adoçantes zero ou baixos em calorias.

alimentos de uma dieta alta em proteínas

Dieta alta em proteínas e baixa em carboidratos – Alimentos proibidos

Como o nome indica, a dieta deve evitar comer grandes quantidades de hidratos de carbono.

Isso não quer dizer que você tenha que deixar de comer carboidratos por completo, mas você tem que reduzir a sua ingestão.

Açúcar

Deverá ingerir menos açúcar possível, já que é considerada um carboidrato simples.

Os doces, sucos ou sorvetes, entre outros, contêm grandes quantidades de açúcar, assim como muitos outros alimentos que desconhecemos e que nos surpreso de saber a quantidade de açúcar que contêm.

Certifique-se de que a quantidade de açúcar que têm os alimentos que leva para a boca e de manter um controle de quanto açúcar consumir ao longo do dia.

Não queremos usar todas as nossas macros de hidratos de carbono em carboidratos simples. Por isso, devemos nos concentrar no consumo de carboidratos complexos, como os cereais integrais.

Cereais com glúten

Deve evitar os cereais considerados não saudáveis, como o pão de forma branco, a massa não integral, etc., já que todos estes alimentos se avolumam e usam grandes quantidades de seus carboidratos.

Gorduras transgênicas

Evítalas a toda costa. Apesar de que algumas gorduras naturais são saudáveis, as gorduras transgênicas são um grande inimigo na hora de perder peso. É possível que na informação nutricional apareçam como gorduras hidrogenadas.

Alimentos processados

Bolos, pão, doces, etc Além disso, você deve tentar limitar a ingestão de alimentos processados. É óbvio quais são: aqueles alimentos naturais que contêm ingredientes produzidos em massa.

Deve evitar esses alimentos ao máximo. Não há nada de errado em tomar algum de vez em quando, talvez como cheat meal, mas não se esqueça que quanto menos alimentos deste tipo consuma, você terá menos desejos e cada vez o seu corpo vai pedir menos.

Os benefícios de uma dieta alta em proteínas e baixa em hidratos de carbono

O principal benefício desta dieta é, inevitavelmente, a perda de peso.

Uma dieta baixa em hidratos de carbono é ideal para as pessoas que querem perder peso de forma rápida ou que não querem perder muito peso.

Como ocorre com as demais dietas, não deverá empezarla se não pretende acabar. Toda dieta, leva tempo, por isso que você deve comprometer-se e segui-la a longo prazo para ver os resultados.

A razão por que esta dieta é tão eficaz se deve ao fato de que seu corpo é obrigado a queimar a gordura armazenada para obter energia, em vez de hidratos de carbono.

Além disso, o seu corpo irá produzir menos insulina, devido a que consome menos carboidratos. A insulina é um hormônio extremamente poderosa que facilita o acumular de gordura, por isso que se reduzimos a quantidade, você pode também evitar ganhar peso e que será mais fácil perder peso.

Esta dieta também é ideal para reduzir os níveis de colesterol LDL (mau colesterol) e aumentar o bom (HDL), o que pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares.

benefícios de uma dieta alta em proteínas

Efeitos colaterais da dieta alta em proteínas e baixa em hidratos de carbono

Não existem efeitos secundários específicos. Não obstante, esta dieta pode não ser a que mais se adapta a si se contas com algum tipo de doença ou antecedente médico, devido a que o alto consumo de proteínas (sem usá-lo para treinar) pode resultar, a longo prazo, problemas renais.

Além disso, você deve tentar consumir alimentos provenientes de fontes de proteína magra para, assim, evitar o consumo elevado de gordura.

Isso pode resultar em problemas de saúde, o que se deve consumir pequenas quantidades de gordura, deve falar com o seu médico antes de começar a dieta, para certificar-se de que é a dieta mais adequada para você.

Isso também serve para qualquer outro tipo de condição médica que possa ser afetada por esta dieta.

As mulheres grávidas precisam de folato (ácido fólico), que é adicionado a muitos alimentos ricos em carboidratos.

Quando se reduz a ingestão de carboidratos, você está reduzindo, por sua vez, a ingestão de folato, o que pode ser prejudicial, mas você sempre pode incluir um suplemento de ácido fólico na sua dieta. Não obstante, não é muito recomendado para as mulheres grávidas que querem perder peso.

Conclusão

Uma dieta alta em proteínas e baixa em hidratos de carbono é uma maneira ideal de queimar gordura e perder peso a curto prazo.

Inclui em sua dieta os alimentos recomendados e evitados os que aparecem na “lista negra” e acompanha os primeiros de exercício físico regular, desta forma você verá como perder peso em poucos dias.

Pessoalmente, eu recomendo que você coloque uma meta de calorias e que você tenha o controle de suas macros. Se quiser mais informações sobre o cálculo das macros, você vai gostar deste outro artigo:

Nutrição

2018-08-20 06:00:24 • Por Myprotein

Você está tentando escolher a dieta que melhor vai contigo?

Alimentação baixa em hidratos de carbono será sua solução?

Possivelmente você já ouviu falar sobre as dietas baixas em hidratos de carbono como uma opção para perder peso ou até as praticou. Para alguns são parte de uma moda que vem e vai, alguns criticam fortemente e outras considerados a melhor opção para a saúde. Mas o que diz a ciência por trás desta forma de alimentação? será que em si são uma boa opção para alguns? Vamos lá.

As dietas baixas em hidratos de carbono são os planos de alimentação em que se restringem em diferentes níveis, os grãos, cereais, leguminosas, frutas e produtos lácteos ficando como base os vegetais, proteínas e gorduras. Existem diferentes formas de fazer isso: a partir de diminuir significativamente os grãos, cereais e, às vezes, leguminosas, eliminar por completo estes grupos ou remover qualquer fonte de carboidrato, aumentando de forma drástica o consumo de gorduras para entrar no que é conhecido como uma dieta cetogénica.

O que acontece no corpo quando se faz uma dieta baixa em hidratos de carbono?

Ao consumir carboidratos nosso corpo libera um hormônio chamado insulina. A insulina tem várias funções, como manter os níveis adequados de açúcar no sangue, estimular a formação de gordura (lipogênese) e inibir a transformação de gordura em energia (lipólise). Tem sido demonstrado que as dietas baixas em carboidratos diminuem a liberação de insulina de forma importante e isto é considerado uma das principais razões de sucesso destes planos.

Como mencionei anteriormente, este tipo de alimentação tem um consumo de proteína mais elevado do que um plano só baixo em calorias. Alguns estudos mostram que graças a este consumo de proteína, há uma maior saciedade, maior gasto de energia e melhor manutenção da massa muscular do que em outras dietas de baixa caloria ou com baixo teor de gordura.

Ao contrário do que muitos pensam, a saúde chega a ser beneficiada ao mostrar-se melhorias em aspectos como: diminuição do triglicérides, pressão arterial e glicemia, bem como aumento no HDL (bom colesterol).

Quem são os candidatos para levar uma alimentação deste tipo?

Aquelas pessoas com problemas de excesso de peso ou obesidade, cuja perda de peso é difícil, mulheres com síndrome de ovário policístico ou pessoas com síndrome metabólica , entre outros, podem considerar este tipo de alimentação, como uma opção para melhorar o seu peso ou sua saúde.

Mas há ainda muito por investigar nesta área, alguns estudos mostram que a alimentação pode ser benéfico para alguns atletas. O corpo se adapta a usar a gordura como combustível principal, melhorando o seu desempenho em esportes de resistência.

No entanto, por favor tenha em conta que qualquer pessoa que queira iniciar neste processo, deve saber que não deve vê-lo como uma dieta temporária! Este tipo de alimentação está projetada para ser um estilo de vida onde se devem enfrentar muitos desafios, mas ao passar o tempo, seus resultados farão com que valha a pena.

O Centro de Nutrição temos nos dedicado a estudar esta opção de alimentação para aqueles que acreditam que um plano baixo em carboidratos é para eles. Nosso novo desafio Low Carb adapta-se, em suas diversas variações, às necessidades pessoais, físicas e bioquímicas de cada um, sempre à procura dar-lhes uma opção para melhorar a sua saúde.

Búsquenos se você quiser mais informações sobre qualquer um de nossos serviços ou desafios em nossa página de internet www.centrodenutricion.co.cr ou no nosso Facebook.

Referências

Noakes M, Foster PR, Keogh JB, James AC, Mamo JC, Clifton PM. (2006) Comparison of isocaloric very low carbohydrate/high saturated fat carbohydrate and high/low saturated fat diets on body composition and cardiovascular risk. Nutrition & Metabolism ;3:7-7

Boden G, Sargrad K, Homko C, Mozzoli M, Stein TP. (2005) Effect of Low Carbohydrate Diet on Appetite, Blood Glucose Levels, and resumo em português acredita Resistance in Obese Patients with Type 2 Diabetes. Ann Intern Med.142:403-411.

Veldhorst, M. A. B., Westerterp, K. R. and Westerterp-Plantenga, M. S. (2012) Gluconeogenesis and protein-induced satiety, British Journal of Nutrition, 107(4), pp. 595-600.


Yancy WS, MK Olsen, Guyton JR, Bakst RP, Westman EC.(2004) A Low Carbohydrate, Ketogenic Diet versus a Low-Fat Diet To Treat Obesity and Hyperlipidemia: um estudo clínico, Controlled Trial. Ann Intern Med.140:769-777

Volek J, Noakes T, Phinney S. (2014). Rethinking fat as fuel for endurance athletes. European Journal Sports Science. 15:13-20.

Entre as dietas que restringem o consumo de determinados grupos de alimentos, na atualidade, ganharam novo impulso aquelas que promovem evitar os hidratos de carbono. Paralelamente, nestes tempos de “carbofobia”, popularizan planos que promovem os benefícios dos planos baseados no consumo de proteínas. Agora, um estudo lança nova evidência sobre a relação entre estes tipos de alimentação e a mortalidade.

Continuei lendo

Nutrição

Boa VidaNewsletters Clarín

Boa Vida | Conheça o último para cuidar de sua saúde e se sentir bem.

Toda terça-feira.

Receber newsletter

O trabalho, publicado na revista médica The Lancet, jogou-se que As pessoas que ganham cerca de metade de suas calorias diárias de hidratos de carbono vivem vários anos mais de meia que aqueles que seguem dietas com muita carne e baixas em hidratos de carbono.

Assim, os resultados da pesquisa põem em dúvida a moda das dietas “paleo”, uma tendência forte na Europa e América do norte -e que também soma adeptos no Brasil-, que evitam os hidratos de carbono em benefício das proteínas e gorduras animais.

Os defensores destas dietas da “Idade da Pedra” argumentam que a mudança rápida, há 10.000 anos, com o surgimento da agricultura, os grãos, lácteos e leguminosas não deixou tempo suficiente ao corpo humano para se adaptar a esses alimentos ricos em hidratos de carbono.

Segundo o estudo, um regime baixo em hidratos de carbono é aquele em que estes fornecem menos de 40% do total de energia,embora muitas dietas deste tipo reduzem a proporção de 20% ou menos. No pólo oposto, uma percentagem igual ou superior a 70% de energia proveniente dos hidratos de carbono (massas, arroz, bebidas açucaradas- pode também reduzir a longevidade, mas muito menos, de acordo com os cientistas.

“As dietas baixas em hidratos de carbono que os substituídos por proteínas ou gorduras são cada vez mais populares como estratégia saudável de perda de peso”, diz a principal autora, Sara Seidelmann, pesquisadora no Brigham and Women’s Hospital de Boston. “No entanto, nossos dados sugerem que uma dieta baseada em produtos animais e baixa em hidratos de carbono pode estar associada a uma esperança de vida mais curta e não devem incentivarse“.

Seidelmann e seus colegas analisaram os registros médicos de cerca de 15.500 pessoas que tinham entre 45 e 64 anos de idade, quando começou uma pesquisa sobre saúde -entre 1987 e 1989 – em quatro pontos diferentes Estados Unidos.

Os participantes preencheram cerca detalhados questionários sobre seus hábitos alimentares. Ao longo de 25 anos, mais de 6.000 deles haviam morrido.

Veja também

Para emagrecer, o melhor é uma dieta baixa em gorduras ou hidratos de carbono?

Os homens e mulheres que tinham entre 50% e 55% de suas calorias dos hidratos de carbono viveram , em média, quatro anos a mais do que aqueles que seguiam dietas baixas em hidratos, e um ano mais do que os que mantinham regimes ricos em hidratos.

O estudo aponta que os padrões dietéticos de baixos hidratos de carbono que favorecem as proteínas e gorduras derivadas de animais, de fontes como carne de boi, cordeiro, porco e frango, associaram-se com maior mortalidade, enquanto que aqueles que favoreciam a ingestão de proteína e gordura derivada de plantas, de fontes, tais como vegetais, nozes, manteiga de amendoim, e os pães integrais são associados com uma mortalidade menor, o que sugere que a fonte de alimentos altera significativamente a associação entre a ingestão de hidratos de carbono e a mortalidade.

“Estes dados também fornecem evidência adicional de que as dietas baixas em hidratos de carbono baseados em animais devem ser desencorajadas. Alternativamente, quando se restringe a ingestão de carboidratos, a reposição de carboidratos com gorduras e proteínas predominantemente vegetais pode ser considerada como uma abordagem de longo prazo para promover o envelhecimento saudável”, concluem os autores.

Entre deixar de comer carne, eliminar totalmente o açúcar, a massa e o pão (os três últimos são carboidratos da dieta, já que não sabemos qual é a melhor dieta a seguir para uma vida saudável e livre de lonjitas.

Nos anos recentes, as dietas baixas em hidratos de carbono ou que substituem os carboidratos por proteínas tornaram-se mais e mais famosas. Você já se encontrou com alguma influencer que recomenda uma dieta low-carb no Instagram.

Também lê: o Desejo de massas? 5 italianos infalíveis na cidade

A realidade é que não, a chave de uma alimentação saudável não é eliminar totalmente um grupo de alimentos, mas consumi-los com moderação e de acordo com as necessidades de seu corpo. De entrada, antes de seguir qualquer moda de redes sociais, dá uma volta pelo patrão de alguma nutrióloga ou nutricionista.

E menos quando se trata dos carboidratos, que são algo como o combustível imediato do corpo para funcionar, a fonte de energia. Existem dois tipos de carboidratos: os simples e os complexos; a diferença essencial entre ambos é que os primeiros são de absorção rápida (como o mel, o açúcar das frutas) e os segundos de absorção lenta (como os cereais, massa e leguminosas).

Atualmente, as dietas baixas em carboidratos (low carb) ganharam fama entre a comunidade fitness porque aceleram a perda de peso e o aumento de músculo, ao substituir os carboidratos por proteínas. No entanto, um estudo publicado na revista científica The Lancet Public Health descobriu que uma das chaves para uma vida saudável e, acima de tudo, longevidade é comer carboidratos de forma moderada. M ou d e r a d a, não eliminá-los por completo.

“As dietas baixas em hidratos de carbono, que substituem os carboidratos por proteínas ou gordura estão ganhando popularidade como estratégia para perda de peso. No entanto, a nossa informação sugere que as dietas de proteína animal com baixo consumo de carboidratos podem estar associadas com uma esperança de vida menor e deve desincentivarse”, disseram os autores da pesquisa.

O que, então, tantos carboidratos são saudáveis?

Os pesquisadores recomendaram que se quer seguir uma dieta low carbs, o melhor é complementá-lo com proteínas e gorduras de origem vegetal, o que parece estar associado a uma esperança de vida maior”. E tomar com reservas, os benefícios a curto prazo perda de peso por deixar de consumir carboidratos.

Para responder isto, o primeiro é deixar claro que somente um especialista em nutrição pode e deve calcular quantos carboidratos deve consumir; isto deve ser personalizado porque cada um de nós tem atividades e tamanhos diferentes.

De acordo com a nutrióloga Karina Rangel, 55% de nossa alimentação diária deve ser composta de carboidratos.

Você também pode gostar: 10 riscos de não comer calorias suficientes

A adoção de uma dieta baixa em carboidratos é uma das tendências atuais para emagrecer de forma saudável. Mas devemos ser cuidadosos com os desequilíbrios nutricionais, essas dietas podem ajudar a modelar a figura e nos sentirmos melhor. Neste artigo apresentamos-lhe 7 menus diários para uma dieta baixa em hidratos de carbono

Dietas baixas em hidratos de carbono

Alimentos ricos em carboidratos.Os hidratos de carbono ou hidratos de carbono são essenciais para os seres vivos. Entre suas inúmeras funções está a jogar um papel importante no metabolismo e controlar a síntese de insulina. Alguns dos glícidos mais conhecidos são a glicose, a sacarose e a frutose.

O consumo excessivo de açúcares tem um efeito oxidativo e pode acelerar o envelhecimento celular. Diferentes estudos têm relacionado com o aparecimento de doenças como obesidade, diabetes e várias doenças cardíacas. É devido a isso que nos últimos anos tem aumentado a utilização de dietas que restringem o consumo de produtos com elevado conteúdo de hidratos de carbono. As massas, os cereais e as batatas são apenas alguns desses alimentos. A substituição de carboidratos por proteínas permite estimular o metabolismo, favorecendo a perda de peso.

No entanto, é importante que você lembre-se que antes de fazer qualquer mudança drástica em sua alimentação você deve se dirigir a um especialista.

Em seguida, propomos-lhe um menu completo, que tem a vantagem de diminuir o consumo de hidratos de carbono, sem eliminá-los completamente. Ao concluir esta semana o seu corpo deve estar pronto para continuar com uma dieta equilibrada. Nossa proposta é apenas o primeiro passo.

Recomendamos ler: 7 regras de ouro que você tem que respeitar se você deseja baixar de peso

Quais são os benefícios de uma dieta baixa em hidratos de carbono?

Perder peso em uma dieta baixa em carboidratos.Seguir um plano de alimentação com baixo aporte destes nutrientes, tem vários benefícios para o organismo.

  • Reduz a sensação de ansiedade por comida.
  • Estabiliza a segregação de ácidos gástricos.
  • Melhora o funcionamento do fígado.
  • Favorece o controle dos níveis elevados de açúcar no sangue.
  • Reduz a acumulação de gordura e estimula a formação de massa muscular.

Menu semanal para uma dieta baixa em hidratos de carbono

Prato de salmão para os nossos jantares.Para levar a cabo o modelo de dieta baixa em carboidratos é importante aprender a identificar quais são os alimentos recomendados e quais devem ser minimizados. Entre os alimentos permitidos encontramos: frutas e vegetais frescos, legumes, carnes magras, nozes e ovos. Deve restringir o consumo de açúcar refinado, doces e produtos de pastelaria industrial, leite integral e produtos lácteos de sabores.

O objetivo desta dieta semanal baixa em carboidratos é atingir uma redução de gordura corporal. Através desta se aproveitam de outros macronutrientes como proteínas e gorduras, que se tornam a principal fonte de energia.

Segunda-feira

1 copo de leite desnatado, 1 copo de morangos picados e 2 ovos cozidos

1 porção de frango ou peixe, 1 tomate em fatias com 1 colher de chá de azeite e ½ xícara de legumes.

Salada verde com pedaços de filé de frango ou de presunto e de infusão a gosto.

Terça-feira

1 toranja, 2 fatias de pão integral com creme de amendoim e café a gosto.

1 bife assado, grelhado, salada mista com molho de tomate e maçã verde e 1 copo de chá gelado.

1 porção de atum grelhado, salada de agrião e de infusão.

Quarta-feira

1 omelete de ovo com pimenta morrón e cebola, 2 torradas de pão integral e 1 xícara de café preto.

1 porção de filé de frango grelhado, salada de alface e tomate, 1 kiwi 1 copo de chá.

Salada de espinafre e pimentão verde , com pedaços de queijo e presunto de peru e de infusão a gosto.

Quinta-feira

Batido de morango e mirtilo com leite de coco e 2 fatias de pão integral com queijo fresco.

1 porção de peixe com ervas, salada de tomate cereja e abacate e de infusão a gosto.

1 hambúrguer preparado grelhado, salada de vegetais verdes e chá.

Sexta-feira

Meio tigela de amoras, 1 copo de iogurte sabor e um punhado de frutos secos.

1 porção de carne de porco e salada de alface, tomate e cebola.

Salada de atum, 1 fatia de pão integral e 1 tangerina.

Segunda-feira

1 ovo cozido, 1 xícara de leite desnatado e 1 xícara de morangos ou mirtilos.

Salada mista de vegetais verdes e nozes, 1 porção de peixe e chá gelado.

2 fatias de presunto de peru, 1 prato de pepino com limão e de infusão a gosto.

Domingo

1 copo de iogurte com amêndoas e metade de um copo de amoras.

1 porção de salmão, salada de alface e pepino, abacate e 1 copo de chá gelado.

Salada mista com pedaços de peru, 1 xícara de infusão e meia toranja.

Lanches permitidas entre as refeições

  • Punhado de frutos secos
  • Infusões de plantas
  • Iogurte natural com baixo teor de gordura
  • Salada de frutas
  • Leites vegetais

Talvez lhe interessa ler: Como fazer um iogurte natural em casa facilmente?

O ácido fólico é um tipo de vitamina B que serve para produzir células saudáveis. Trata-Se de um micronutriente essencial durante a gravidez, uma vez que favorece o desenvolvimento do sistema nervoso do bebê em gestação.


A nível celular, a importância do ácido fólico reside na produção, reparação e o funcionamento do DNA, de nosso mapa genético; mas esta não é sua única função, também ajuda o organismo a criar novas células, cumpre um papel importante na produção de glóbulos vermelhos do sangue, previne doenças cardiovasculares e pode reduzir o aparecimento de vários tipos de câncer como o do colo do útero e do cólon.


Abaixo compartilhamos uma lista de alimentos que são ricos em ácido fólico e que, se está grávida, você pode incluir em sua dieta diária para ajudar a sua saúde e o desenvolvimento do seu bebê.


1. Vegetais com folhas verde escuro


Estes alimentos têm altos níveis de micronutrientes, entre eles o ácido fólico.



Os espinafres, espargos verdes, brócolis, acelga ou rúcula, são os alimentos com maior concentração de folato ou ácido fólico, e são muito simples de incorporar à sua dieta, você só precisa de certificar-se de que estejam bem desinfectados a hora de ingerimos a partir.


2. Citrinos


Uma grande parte das frutas contém ácido fólico, mas são os citrinos, os que se destacam. As laranjas são especialmente ricas em ácido fólico. Uma laranja tem em torno de 50 mcg, e um grande copo de suco fresco e recém-extraído pode incluir mais.



Outras frutas ricas em ácido fólico incluem a papaia, a toranja, uvas, bananas, melão chinês e os morangos.


3. Legumes


Os feijões, as lentilhas, ervilhas, feijões ou grão-de-bico são ricos em ácido fólico.



Por exemplo, as lentilhas são muito recomendadas na dieta diária de uma mulher grávida, já que apenas meia xícara de estas legumes fornece cerca de 180 mcg de ácido fólico, cerca de 50% do valor diário recomendado.


Por se fosse pouco, as leguminosas têm um alto conteúdo de fibra, importante durante a gravidez para ter um bom funcionamento do trânsito intestinal.


4. Espargos


Os espargos são um dos alimentos do reino vegetal que mais ácido fólico contém.



Comer uma xícara de aspargos cozidos fornece 262 mcg de ácido fólico, o que representa 65% da necessidade diária.


5. Abacate



Já falamos sobre os benefícios deste superalimento mas, além de ser rico em gorduras saudáveis, o abacate tem a capacidade de fornecer 110 mg de ácido fólico por copo, o que representa cerca de 28% das necessidades diárias.


6. Sementes e frutos secos



As amêndoas, nozes, amendoim, linhaça, etc., representam uma excelente fonte de ácido fólico. Por exemplo, as sementes de girassol, sementes de linhaça e os cacahuates têm muito folato. Uma xícara oferece até 300 mcg.


É muito fácil incluir os frutos secos e sementes na dieta diária de uma mulher, seja através do consumo de lanches saudáveis ou misturado com saladas.


Você gostou desta nota? Califícala

1 Estrela2 Stars3 Stars4 Estrelas5 Stars (2 votos, média: 4.50 out of 5)
Loading…

Em muitos escritórios se deixam levar por mitos da produtividade pensando que isso vai fazer com que os funcionários sejam mais produtivos, mas há estudos que mostram que são contraproducentes, para saber o que realmente há produtivo de uma pessoa foram adaptadas para diferentes estudos, e se vamos mencionar alguns.


A empresa Sofamatch reuniu 7 mitos e realidades sobre a produtividade no escritório:


Ser multitask: É mentira que as pessoas que se dizem ser multitask são mais produtivas, este tipo de pessoas que dizem fazer muitas coisas ao mesmo tempo, o que realmente fazem é obstaculizarse e diminuir sua produtividade. A razão é a seguinte: o cérebro humano é projetado apenas para realizar uma atividade cognitiva de cada vez.


Workaholic: tem sido demonstrado que as pessoas que trabalham mais de 70 horas por semana são tão produtivos do que aqueles que trabalham 55 e a produtividade baixa após as 50 horas, assim que se você é das pessoas que estão a muito tempo no escritório, não quer dizer que você seja mais produtivo.


Para começar com as tarefas mais difíceis: pode ser um método que seja eficiente ou não, já que começar por coisas simples ou pequenas, o que pode gerar vantagens, por exemplo, sensação de avanço, motivação, sentido de eficiência, etc., o cérebro tem uma preferência por aquelas atividades que exigem menos esforço.


Não deixar as coisas para amanhã (procrastinar) colocar uma data limite ajuda a organizar os brincos, as pessoas estão revendo aquilo que têm que fazer hoje e o que têm que fazer nas próximas semanas, já que tudo leva tempo, há que ser realistas e programar o trabalho.


O espaço limpo: o de ter um espaço ordenado de trabalho ou não, não faz com que seja mais eficiente, isso depende de cada pessoa.


Bloquear Internet: em 2011, a revista Science publicou um estudo que hoje em dia as pessoas preferem estar pesquisando informações em vez de memorizarla, por tal motivo, algumas empresas têm optado por bloquear ou limitar alguns sites.


Escritório: graças às ferramentas de trabalho que temos hoje em dia pode ser tão produtivo ou mais a partir de casa, coworking, cafés, etc, Isso depende um pouco do trabalho que fazes e as preferências. Há que se levar em conta que a interação entre as pessoas é fundamental para os resultados das organizações.


Agora como vês produtividade? Seguro, você pode melhorar seus resultados com estes conhecimentos.



Você gostou desta nota? Califícala

(1 votos, média: 5.00 out of 5)
Loading…

Você acha que ser feliz é complicado? Gostaria de fazer algo que te encha, mas não sabe o quê? Bom eu tenho que lhe dizer uma coisa: ser feliz é tão simples que às vezes não percebemos isso e o complicamos mais, tanto que já é matéria de estudo de grandes universidades, como Harvard.


Você pode acreditar? Eu não, até que li em um artigo no jornal el País, que há um estudo dirigido pelo doutor israelense Tal Ben Shahar,especialista em psicologia positiva, em que determina que “você não precisa ser perfeito para ter uma vida mais rica e feliz”


Se quiser saber o que mais ele disse, eu compartilho sete chaves para ser feliz:


O toma e come-se bem! Por mais que você quiser cuidar da figura, o pular a primeira refeição do dia evitará que você tenha energia e desenvolver as suas atividades normais.


Agradecimentos! Eu faço as manhãs, e cada vez que sinto que estou triste; o dar graças por tudo o que tens te obriga a pensar positivo.


Experimenta. Embora a compra possa gerar prazer, este é momentâneo, a comparação de investir em uma boa viagem ou em algum curso que mais tarde você vai se lembrar. De acordo com o estudo, 75% das pessoas se sentem mais felizes viajando ou tomando algum curso.


Seja assertivo. Temos –não sei por que – um mau hábito de não dizer o que nos incomoda, a tal ponto que isso se acumula e se faz com que você esteja triste. O aprender a dizer e reconhecer suas emoções ajuda a que sejas feliz. Apenas, seja prudente…


Ten uns sapatos confortáveis. E há razão, quando não se ficam uns sapatos, te ferem-te colocam de más!! E essa sensação desaparece até que chega a casa a coloque. Meu pai dizia que era sempre melhor investir em um par de sapatos assim… por mais bonitos que sejam, se te ferem o BYE!


Seja gentil. Embora se acusen de ser a rainha da primavera… Ser gentil ou dar um sorriso ajuda a melhorar o seu humor e enfrentar com uma melhor conduta da vida.


Crie que és uma Miss Universo! Segundo o estudo, 41% das pessoas diz que se sente feliz quando pensa que se vê bem, então não espere que alguém te diga… o Melhor créetelo!


Enfrenta os teus medos. Entre mais longas dê a um tema, mais ansiedade e tensão você terá.


Não evite os problemas e melhor enfréntalos, não é fácil, mas com o tempo você vai perceber que já não se sente com pressão e angústia.


Você gostou desta nota? Califícala

1 Estrela2 Stars3 Stars4 Estrelas5 Stars (7 votos, média: 4.14 out of 5)
Loading…

As doenças de pele geralmente se reconhecem por uma mudança na aparência, como a temperatura, a cor e a textura, e o aparecimento de manchas, espinhas, descamaciones e ter erupções cutâneas.

Essas doenças podem ser causadas por algum fator externo, como o sol (no caso do melanoma), vírus e bactérias; ou ser a somatización de stress, medos e angústias.

Pelo exposto, é importante o cuidado com a pele, o maior órgão de nosso corpo, o qual necessita de proteção e cuidados constantes.

Doenças mais comuns

Urticária

Trata-Se de um surto de alergia que produz a sensação de ardor. Pode aparecer em qualquer idade e o seu tratamento é à base de medicamentos anti-histamínicos e corticosteróides.

Furúnculos

Inflamação da pele de aspecto avermelhado que se deve à infecção de um folículo piloso. Geralmente, os furúnculos desaparecem ao cabo de duas semanas, mas no caso de uma infecção severa, deve-se seguir um tratamento com antibióticos.

Dermatite

Inflamação alérgica da pele que se caracteriza por apresentar vermelhidão, formação de crostas, descamação e muito ardor. Para o seu tratamento, é recomendável usar cremes hidratantes ou corticosteróides.

Fungos nos pés ou pé-de-atleta

Infecção causada por fungos que causa irritação nas pregas interdigitais, a planta e as extremidades do pé. Para o tratamento são utilizados medicamentos anti-fungos.

Herpes labial

Infecção causada pelo vírus herpes simplex tipo 1, que se caracteriza por uma bolha que costuma sair nos lábios, mas também pode aparecer no nariz e até mesmo dentro da boca. Em muitos casos, o aparecimento da bolha é dada depois de uma febre alta e desaparece ao cabo de uma ou duas semanas.

O herpes zoster

Trata-Se do vírus da varicela e caracteriza-se por erupções na pele que provocam comichão. Quando uma pessoa já teve catapora, o vírus pode voltar a atacá-los com algumas erupções conhecidas comumente como “telhas”. O tratamento consiste em antivirais e analgésicos para aliviar o desconforto da pele.

Verrugas

São causadas pelo Vírus do Papiloma Humano (HPV). Trata-Se de formações moles da pele com uma superfície áspera e de fácil propagação. Geralmente são inofensivas.

Hiperidrose palmar ou mãos suadas

É uma doença que consiste em uma produção excessiva de suor nas mãos, devido a uma falha do sistema nervoso simpático. Pode tratar-se com medicamentos de administração oral ou loções à base de cloreto de alumínio.

A micose

Infecção da pele causada por fungos. Tem a forma de uma erupção circular e coloração avermelhada. É comum em crianças e é tratada com medicamentos anti-fungos.

A psoríase

Doença crônica de pele caracterizada pela presença de lesões escamosas inflamadas e de cor avermelhada. Sua causa é a divisão acelerada das células epidérmicas, e o tratamento mais comum é a aplicação direta de produtos como Ditranol, mas também pode ajudar o uso de cremes hidratantes, tomar sol no horário da manhã e da tarde, e casas de banho com água do mar.

Vitiligo

Caracteriza-Se pelo surgimento de manchas brancas em diferentes partes do corpo, incluindo os olhos e a mucosa oral e nasal. Isso devido a um problema na pigmentação da pele.

Impetigo

É uma doença infecciosa de pele frequente em crianças de 2 a 5 anos. Caracteriza-Se pelo aparecimento de bolhas que deixam uma crosta cor de mel. É contagiosa e é tratada com antibióticos.

Um grupo de profissionais em diferentes áreas da saúde está à sua disposição para resolver as suas preocupações.

Fale com nossos especialistas

Este artigo está relacionado com estas categorias

Segundo a OMS, em 2005, o 12.6%da população mundial morreu de câncer, aids e tuberculose; doenças que ocupam os postos 6, 7 e 8 entre as causas mais frequentes de mortalidade no mundo.

Cerca de 40% desses casos podem ser evitados se a doença for detectada a tempo e receber o tratamento adequado. Mesmo em casos de câncer avançado, é possível aliviar o sofrimento dos pacientes administrando o que conhecemos como cuidados paliativos.

O que são cuidados paliativos?

Os cuidados paliativos são aqueles que se lhe administram os doentes terminais para o controle da dor e dos sintomas emocionais decorrentes de sua condição. Seu objetivo é alcançar a melhor qualidade de vida para o paciente e sua família.

Não se trata de adiantar ou atrasar a morte, nem de plantar falsas esperanças sobre uma possível recuperação, os cuidados paliativos são um sistema interdisciplinar de apoio para o paciente e sua família, enquanto passam por uma situação difícil.

Este tipo de cuidados são gerenciadas por pessoas que sofrem de doenças crônicas e degenerativas, diagnosticadas como incuráveis, já que não há resposta positiva em relação aos tratamentos curativos e a sua esperança de vida não é maior do que 6 meses.

Este tipo de situação tem um grande impacto emocional, tanto no doente como na família, já que para ambos significa o início de um processo de luto.

Objetivos dos cuidados paliativos

Os cuidados paliativos são focados em oferecer suporte tanto ao doente como a sua família, a fim de controlar a dor e outros sintomas, atender de forma personalizada e integral ao paciente e oferecer suporte à família.

  • Controle da dor e outros sintomas: através da medicina da dor, procurando-se evitar que o paciente tenha que viver as dores e desconforto desconforto decorrentes de sua doença. Para isso, formulam-se analgésicos, administrados em diferentes doses de acordo com a intensidade da dor.
  • Assistência personalizada e integral do paciente: encontrar-se na fase final de vida por causa de uma doença, não implica apenas ter que suportar as dores decorrentes desta, mas também começar a enfrentar uma série de perdas. Em outras palavras, começar a morrer em vida e elaborar duelos por aquelas capacidades que se vão perdendo a causa da doença.

Por isso, é frequente que estes pacientes apresentarem sentimentos de impotência, desesperança e inutilidade, sendo propensos a estados de humor depressivos. Por que uma atenção integral, preocupada não apenas em aliviar a dor, mas em acompanhar e orientar o paciente através deste processo, é de grande importância nestes casos.

Assim como o paciente, a família precisa de apoio psicológico para enfrentar da melhor maneira possível a situação de ter um familiar na condição de doente terminal.

Receber esse tipo de notícia significa um forte impacto emocional para a família e envolve uma série de mudanças na estrutura desta. Certamente surgirão temores e dúvidas sobre o que terão de enfrentar, por isso é tão importante o acompanhamento por parte de um grupo de especialistas, que não só servirão de apoio, mas que serão a fonte primária de informação sobre o estado de saúde de sua família e as melhores opções para enfrentar as diferentes fases da doença.

A comunicação com a família é fundamental em situações como essas, pois a falta de informação sobre o estado do paciente e as possíveis situações que terão que enfrentar, aumenta a angústia e os sentimentos de impotência.

Os cuidados paliativos são o resultado do trabalho de um grupo de diferentes especialistas focados em resolver, em conjunto, as necessidades do paciente e de sua família. Oferecendo a uns e outros o apoio e as ferramentas necessárias para enfrentar este processo doloroso.

Um grupo de profissionais em diferentes áreas da saúde está à sua disposição para resolver as suas preocupações.

Fale com nossos especialistas

Este artigo está relacionado com estas categorias